O NAS, do inglês Network Attached Storage, é uma unidade dedicada exclusivamente ao armazenamento de arquivos em uma rede de computadores. Esses dispositivos são muito utilizados em empresas que necessitam de um servidor interno para guardar documentos e outros itens que são compartilhados.

Embora possuam processador, placa-mãe, memória RAM e sejam capazes de executar pequenas aplicações, as unidades NAS não são criadas para tarefas computacionais. Uma prova disso é que, no geral, os dispositivos desse gênero são comercializados sem teclado, mouse ou monitor.

NAS-M25, da Asus (Fonte da imagem: Divulgação/Asus)Quando surgiu

A sigla NAS foi introduzida com os primeiros sistemas operacionais para servidores de arquivos da Novell, mas foi a 3Com que desenvolveu, nos anos 90, os primeiros dispositivos dedicados exclusivamente para o armazenamento de documentos: o 3Server e o 3+Share.

Depois que os NAS da 3Com começaram a ser comercializados, empresas como IBM e Sun também iniciaram a desenvolver servidores para arquivos. Enquanto os concorrentes se dedicavam às unidades NAS para sistemas desktops, a Auspex Systems desenvolveu o primeiro servidor para uso com o Unix.

Prós e contras

Para garantir que todos os computadores tenham acesso aos arquivos, o dispositivo NAS deve estar conectado à rede, seja por meio de um roteador, um switch ou outro aparelho do gênero. Uma das principais vantagens na utilização de um servidor NAS é a disponibilidade dos dados.

WD Sentinel DX4000 (Fonte da imagem: Divulgação / Western Digital)

Diferente do que acontece quando se tem uma estação de trabalho compartilhando um arquivo, com o dispositivo conectado à rede, não é preciso que outra máquina esteja ligada para que você possa acessar os documentos. Além disso, em dispositivos que possuem um sistema de replicação de dados, as chances de um arquivo ficar inacessível por uma falha no NAS são bem menores.

Como os NAS não executam outras atividades como os outros servidores, o desempenho no acesso aos dados é muito maior, além de melhorar consideravelmente a execução das demais solicitações à máquina compartilhada.

Porém, nem tudo é perfeito. Como todo computador, os servidores para armazenamento de dados também possuem suas limitações. Um grande número de solicitações simultâneas pode fazer com que o NAS atinja sua capacidade máxima de conexões, o que pode resultar em lentidão no acesso aos arquivos ou mesmo erro no acesso.

Investimento

Com a popularização das redes de computadores domésticas, os servidores NAS tiveram uma redução nos preços. Isso aconteceu pois as máquinas deixaram de ser desenvolvidas apenas para o mundo corporativo.

(Fonte da imagem: iStock)

Atualmente, é possível encontrar unidades NAS com o valor mais acessível. São máquinas com menos poder de processamento e memória RAM, criadas para redes com poucos computadores e taxas de acesso mais baixas do que nas empresas.

Cupons de desconto TecMundo: