A arquitetura de GPU Maxwell, presente nas placas de vídeo GeForce GTX 980 e GTX 970, pode fazer muito mais do que permitir que computadores rodem jogos mais pesados com melhor desempenho, e provar isso é a ideia da NVIDIA no vídeo acima: para mostrar o sistema de iluminação global da Maxwell, a fabricante fez uma simulação completa em 3D de um dos momentos mais incríveis da história da humanidade — e que muita gente duvida que tenha realmente acontecido.

Usando como modelo uma foto de Buzz Aldrin desembarcando do módulo lunar, a equipe realizou uma modelagem fiel do momento da descida do homem à Lua. Será que a luz está realmente correta na imagem e é possível provar, a partir dela, que o homem foi mesmo para lá? O trabalho é preciso: foi necessário pesquisar várias minuciosidades, como o material da roupa dos astronautas e a forma exata do módulo.

Após aplicar a iluminação global da NVIDIA, a imagem do modelo ainda não estava parecida com a original — até que eles perceberam que Neil Armstrong, que estava parado do lado oposto do módulo, servia como refletor e uma fonte secundária de luz. Resultado: a luz está mesmo precisa e realmente poderia ter sido tirada no satélite natural.

Prova B

A falta de estrelas no céu é outra teoria da conspiração conhecida. Há quem diga que elas deveriam ser muito brilhantes, pela falta de atmosfera, mas os próprios astronautas falaram que não conseguiram enxergá-las.

Com a Maxwell, a iluminação global que funciona em tempo real mostrou que isso é explicado pelo tempo de exposição da câmera usada: a luz era tão fraca que esse valor foi muito pequeno, não captando também o brilho das estrelas. Se a exposição é ajustada, entretanto, a superfície lunar torna-se mais iluminada e é possível ver as estrelas posicionadas no local correto.

Ainda assim, nem mesmo a NVIDIA diz ter uma resposta concreta sobre a ida do homem à Lua — mas admite que, se foi tudo encenado, os cineastas e cientistas envolvidos fizeram um excelente trabalho.

Cupons de desconto TecMundo: