(Fonte da imagem: Tecmundo)

Agora há pouco o CEO da NVIDIA, Jen-Hsun Huang, subiu ao palco para apresentar o keynote de abertura da GTC 2014. Uma das principais novidades foi o anúncio da nova GPU da NVIDIA. O chip foi batizado como Pascal, em homenagem ao cientista.

A grande novidade do Pascal é a arquitetura de memória diferenciada, que inclui novas tecnologias como o NVlink e chips de memória 3D. Durante a apresentação, Huang exibiu um protótipo do chip, que não será destinado apenas aos games.

Segundo o executivo, o poder computacional das GPUs cresceu muito nos últimos anos. Por isso, o novo produto da NVIDIA terá um papel importante nos supercomputadores, na computação na nuvem e nas máquinas inteligentes.

Memória em 3D

Essa é a primeira vez que a NVIDIA utiliza chips de memória em 3D em seus produtos. Essa tecnologia aumenta a eficiência dos módulos ao colocá-los “empilhados” uns nos outros, reduzindo o consumo energético em até quatro vezes. Além disso, o aumento na banda de memória será imenso com a nova tecnologia. Isso deve garantir placas de vídeo muito mais poderosas que as que temos hoje em dia.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

NVLink

A banda de memória ainda é um problema nos computadores, e um dos maiores é o PCI Express. Para tentar resolver esse problema, a NVIDIA está trazendo o NVLink, uma arquitetura que pretende aumentar a eficiência da conexão entre GPU e CPU de 5 a 12 vezes.

As novas GPUs Pascal serão compatíveis com o PCI Express tradicional, mas utilizarão o NVLink automaticamente quando o processador/sistema tiver suporte à tecnologia.

A nova tecnologia deve chegar em 2016 para substituir o Maxwell, que chegou há pouco com a GeForce GTX 750.

Cupons de desconto TecMundo: