Depois de vender sua divisão móvel e de serviços para a Microsoft, a Nokia (o que restou dela) agora apresenta seus novos planos para o futuro. Em um press release divulgado através do seu site, a companhia anunciou que investirá 100 milhões de dólares em um fundo de tecnologia automotiva.

A Nokia agora pretende financiar empresas e indivíduos que estejam desenvolvendo tecnologias para veículos conectados. O objetivo da Nokia é potencializar os recursos do Nokia HERE, o serviço de mapas da Nokia, e todo o seu ecossistema, que não foi vendido para a Microsoft.

Grande jogadora

A empresa acredita que os veículos conectados representam o futuro da indústria automotiva e considera-se uma “grande jogadora” no mercado, fornecendo informações de localização para veículos com seu software de mapeamento.

“Nos últimos anos, houve uma onda de inovação que trouxe avanços tecnológicos para os carros, tornando-os mais seguros, limpos, conectados, inteligentes e acessíveis. Os veículos estão se tornando uma nova plataforma para a adoção de tecnologia muito semelhante aos telefones e tablets”, afirmou Paul Asel, sócio da Nokia Growth Partners, empresa que vai gerir o fundo.

Mas o que é a Nokia hoje?

A Nokia continua sendo uma empresa independente da Microsoft (clique aqui para acessar o novo site). A companhia finlandesa vendeu “apenas” a divisão de smartphones e tablets para a Gigante dos Sofwares, e permanecerá operando normalmente como uma provedora de mapeamento (Nokia Here), redes e tecnologias.

A Microsoft poderá usar a marca Nokia por 10 anos, sob licença da empresa Nokia, mas é provável que a companhia abandone o nome antes desse período, como já noticiamos aqui no TecMundo. Portanto, a Nokia que investirá 100 milhões em projetos automobilísticos é a companhia finlandesa Nokia, a parte que “sobrou” da venda para a Microsoft.

Cupons de desconto TecMundo: