O retorno da Nokia às raízes depois da venda da marca para a finlandesa HMD Global fez com que não só os fãs mais velhos da marca se animasse, mas também aqueles que conheceram a companhia quando ela fabricava aparelhos da linha Lumia. Só que a empresa confirmou que uma das características mais marcantes dos dispositivos na "era Microsoft" não será retomada nesse renascimento.

Questionado por um seguidor no Twitter, o perfil oficial da Nokia respondeu que as tradicionais lentes de câmera e tecnologias da Carl Zeiss não serão mais utilizadas nos celulares da empresa. A pergunta ainda envolve a PureView, a série de técnicas utilizadas para gerar imagens com qualidade e zoom incrível em sensores de muitos megapixels. A Nokia não chegou a responder, mas o que aconteceu é conhecido: a Microsoft decidiu manter o direito e as patentes do recurso, que estreou no Nokia 808 PureView.

Confira a mensagem original:

Mesmo com essa perda, ainda não há motivos para preocupação — afinal, isso não significa que os novos smartphones da companhia não terão boa qualidade de câmera. Em outra resposta,a Nokia informa que "investiu em excelentes soluções de imagem" para "câmeras com aberturas largas e criadas para funcionarem em todas as condições".

Cupons de desconto TecMundo: