Estamos há poucos dias da estreia do novo seriado original da Netflix – Narcos. Os 10 episódios serão liberados simultaneamente em 28 de agosto e poderemos conferir o desenrolar da formação do cartel colombiano de Medellín pelo líder do tráfico Pablo Escobar, além das consequências do narcotráfico pelos Estados Unidos nos anos 80.

Você provavelmente já sabe que a série conta com grandes nomes brasileiros: ela é estrelada por Wagner Moura e tem episódios dirigidos por José Padilha (o primeiro encontro dos dois após “Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro”).

Contudo, certamente existem algumas curiosidades e detalhes que você ainda não sabe sobre Narcos. Por isso, separamos aqui no TecMundo algumas informações importantes sobre esse seriado que tem tudo para ser um sucesso. Primeiramente, vamos contextualizar o enredo.

Pablo Escobar foi um dos maiores chefões do tráfico internacional nos anos 80, famoso por ter ficado bilionário em poucos anos (inclusive, ele está na lista dos homens mais ricos da Forbes de 1987). Até hoje, Escobar é considerado o traficante mais rico de toda a história – dono da fortuna de US$ 3 bilhões, aproximadamente 80% do mercado mundial de cocaína estava nas mãos dele na década de 80.

Em Narcos, acompanhamos a ascensão de Pablo Escobar (interpretado pro Wagner Moura) e do cartel de Medellín até atingir o mercado americano. O intuito da série é mostrar em detalhes o choque entre as forças em conflito, sejam legais, políticas, policiais, militares ou civis, culminando nos esforços para controlar a cocaína.

Entrando na pele do rei do tráfico mundial

Para estudar e compreender melhor a figura história de Pablo Escobar, Wagner Moura foi a Medellín para se preparar melhor para o personagem. Naturalmente, o ator teve alguns receios por não ser colombiano, ser magro demais e não falar espanhol fluentemente. Contudo, José Padilha estava determinado a ter Moura no papel. Então, o ator foi à cidade para aprender espanhol e conhecer melhor o lugar de onde Escobar controlava seu império – inclusive, engordou 20 quilos para interpretar o traficante.

Apesar dos muitos brasileiros envolvidos no projeto (o ator André Mattos também está no elenco), o português não é falado em nenhum momento. Aproximadamente 60% dos diálogos é em inglês e 40% é em espanhol. Outro ponto importante: Pablo Escobar não é o protagonista da série, embora seja extremamente relevante para entendermos o surgimento do narcotráfico colombiano.

O combate às drogas feito pela DEA

Narcos é contada pela visão dos policiais da DEA (Drug Enforcement Administration) – instituição dos EUA responsável pelo combate às drogas. Steve Murphy, personagem que também é real (interpretado pelo ator Boyd Holbrook), é o verdadeiro protagonista desse cenário em conjunto com Javier Peña (Pedro Pascal), iniciando as investigações do tráfico de cocaína em Miami – cidade que foi a porta de entrada para o pó no país.   

Narcos também possui críticas fortes em relação à política externa dos Estados Unidos nas décadas de 70 e de 80, especialmente às atitudes imediatas que não foram tomadas para inibir o tráfico de cocaína desde o início, resultando em diversas ondas de violência em cidades americanas. Somente quando os milhões de dólares começaram a sair dos EUA para os bolsos dos traficantes da Colômbia é que ações de intervenção foram realizadas.  

É importante ressaltar que Narcos não fala sobre policiais norte-americanos que querem salvar a amada América dos bandidos cruéis dos países subdesenvolvidos. Não, aqui os dois lados da moeda são mostrados. O próprio Pablo Escobar é uma figura contraditória: amado pela família e pelo povo de Medellín, porém um verdadeiro assassino e terrorista. Nesse ponto, Narcos deve agradar às audiências americana e latina simultaneamente, pois abrange os fatos da DEA e do cartel de narcotráfico.

Os bastidores

José Padilha só dirige os dois primeiros episódios de Narcos. Os outros são divididos entre o brasileiro Fernando Coimbra (conhecido por dirigir O Lobo Atrás da Porta), o mexicano Guilherme Navarro e o colombiano Andi Baiz.

Para completar o quadro de brasileiros envolvidos no projeto, temos Lula Carvalho como diretor de fotografia, Rodrigo Amarante (ex-Los Hermanos) como cantor da música de abertura – Tuyo – e Pedro Bromfman como compositor. Outros nomes conhecidos, como Chris Brancato (Arquivo X e Hannibal) e Eric Newmann (Saturday Night Live) participaram diretamente do processo criativo de Narcos em conjunto com Padilha.

Filmada em quatro meses, Narcos possui um elenco extenso, com atores do Chile, Estados Unidos, Brasil, Argentina e Colômbia. E então, você está animado para assistir a Narcos? Todos os episódios serão disponibilizados no dia 28/08 e, pelo que parece, há um gancho para possível segunda temporada dependendo da audiência da primeira.

Cupons de desconto TecMundo: