O lançamento e o pouso do foguete Falcon 9 foram realizados com sucesso pela SpaceX na última segunda-feira (21). A operação significa um marco na história espacial, pois a reutilização dos componentes de uma nave pode gerar reduções notáveis nos custos de transporte de pessoas e equipamentos à órbita baixa da Terra.

O foguete, que já passou por maus bocados durante suas fases de teste, decolou às 20h29 (23h29) de Cabo Canaveral (Flórida, EUA) e, após o desprendimento da primeira fase do foguete, iniciou retorno à base de lançamento. O objetivo da missão foi não apenas colocar a tecnologia de reciclagem à prova, mas também levar 11 satélites ao espaço. “Ainda não posso acreditar”, disse Elon Musk, dono da empresa.

A primeira fase do foguete pousou suavemente na posição vertical após 11 minutos da decolagem – toda a operação foi transmitida ao vivo (assista ao vídeo acima). Antes de retornar à órbita da Terra, o Falcon 9 atingiu a altura de 200 km. A segunda fase da nave ejetou, então, todos os satélites da ORBCOMM também sem nenhum problema.

“Acredito que é um momento revolucionário. Ninguém havia conseguido antes recuperar um lançador orbital sem dano algum”, comentou ainda o empresário. “Felicitações @SpaceX pelo pouso vertical de sucesso da primeira fase de volta à Terra!”, parabenizou a agência espacial norte-americana, NASA, via Twitter. 

Assista abaixo ao pouso da primeira fase filmado por um helicóptero.

Registro histórico

A memorável conquista foi registrada também em uma foto de longa exposição. No registro, os momentos de partida e chegada da primeira fase do foguete foram capturados (veja a foto abaixo ou clique aqui para apreciar a imagem em alta resolução). A fotografia foi tirada por uma Canon 50D, e o obturador ficou aberto por 660 segundos com f22 e ISO 100.

Elon Musk, dono da SpaceX, também compartilhou o registro histórico em seu Twitter.

...

Quais tecnologias usadas nos cinemas deveriam ser adotadas pelas agências espaciais? Comente no Fórum do TecMundo