Uber vai alugar carros da Tesla para motoristas nos Estados Unidos

1 min de leitura
Imagem de: Uber vai alugar carros da Tesla para motoristas nos Estados Unidos
Imagem: Tesla/Divulgação
Avatar do autor

A Uber anunciou, nesta quarta-feira (27), que disponibilizará 50 mil veículos elétricos da Tesla para motoristas americanos que desejam alugar carros para atuar no serviço. Segundo a empresa, esse é um importante passo na direção da meta de emissão zero.

A ação faz parte de uma parceria do app de transporte urbano com a Hertz. Recentemente, a companhia de aluguel de carros adquiriu 100 mil modelos elétricos da montadora norte-americana, o que elevou o valor de mercado da fabricante para US$ 1 trilhão.

Apenas motoristas com excelentes avaliações poderão participar do programa de aluguel.Apenas motoristas com excelentes avaliações poderão participar do programa de aluguel.Fonte:  Paul Hanaoka/Unsplash/Reprodução 

Com início na segunda-feira (1º), o programa de aluguel da Hertz possibilita que os motoristas da Uber aluguem o Tesla Model 3. A princípio, o serviço estará disponível nas cidades de Los Angeles, São Francisco, San Diego e na capital Washington.

Excluindo impostos e taxas, o preço do aluguel semanal dos veículos elétricos será a partir de US$ 334 (cerca de R$ 1.860 na atual conversão). Entretanto, as empresas planejam reduzir esse valor para menos de US$ 299 (R$ 1.665).

Para o aluguel dos veículos da Tesla, a Uber exige algumas condições dos motoristas. Por exemplo, o prestador de serviço deve ter uma classificação de pelo menos 4,7 estrelas e ter realizado um mínimo de 150 viagens.

Tesla Model 3 pode rodar cerca de 565 KM com apenas uma carga.Tesla Model 3 pode rodar cerca de 565 KM com apenas uma carga.Fonte:  Tesla/Divulgação 

Mais economia para os motoristas

Além de ser uma ação relacionada a meta de emissão zero da Uber, o aluguel dos elétricos colabora para que os motoristas aumentem os lucros. Isso porque os condutores poderão economizar com o custo de combustível e manutenção.

“Embora essa parceria seja um passo importante para a eletrificação da plataforma, é importante observar que ter um carro elétrico ainda é muito mais caro do que um veículo tradicional movido a combustível”, disse Andrew Macdonald, vice-presidente sênior de mobilidade e operações comerciais da Uber.