Tesla: beta do sistema autônomo alertava acidentes inexistentes

1 min de leitura
Imagem de: Tesla: beta do sistema autônomo alertava acidentes inexistentes
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

A versão 10.3 do beta do software Full Self-Driving (FSD) da Tesla, lançada no sábado (23), foi suspensa temporariamente poucas horas após o lançamento. Relatos sobre falsos alertas de colisão dianteira e outros bugs levaram a montadora a tomar a decisão.

“Vendo alguns problemas com o 10.3, voltamos para o 10.2 temporariamente”, tweetou o CEO da empresa Elon Musk, nesse domingo (24). Na mensagem, o bilionário explicou que tais tipos de problemas são esperados, pois se trata de um software em teste.

De acordo com o The Verge, também foram citados, entre os problemas causados pela atualização 10.3 do FSD, falhas no controle de cruzeiro ciente de tráfego (TACC) e pânico do piloto automático ocasional. A startup, no entanto, não detalhou quais desses bugs ocasionaram a suspensão.

Alguns dos testadores disseram ainda que os falsos avisos de colisão fizeram com que a sua pontuação de segurança caísse. Dessa forma, muitos deles não poderão mais participar do programa de teste do sistema de direção autônoma da Tesla, uma vez que os pontos são um dos critérios para ingressar no projeto.

Já disponível novamente

Apesar do susto inicial, a empresa já conseguiu consertar os problemas principais. Nesta segunda (25), Elon Musk anunciou nas redes sociais que o beta 10.3 já estava sendo liberado novamente para os motoristas de carros da Tesla.

O Full Self-Driving Beta 10.3 adiciona novidades como a redução da falsa desaceleração, o deslocamento aprimorado para pedestres e a melhoria no sistema de detecção de luzes de freio, piscas e luzes de alerta de outros carros. A introdução de perfis de motorista para uso em diferentes tipos de deslocamentos também está presente.

É interessante notar que o FSD não torna os carros elétricos da Tesla 100% autônomos. Como o próprio Musk já explicou, o sistema é capaz de levar alguém de casa para o trabalho e vice-versa sem intervenção humana, mas exige supervisão para funcionar.