Toyota faz lobby contra transição para veículos elétricos

1 min de leitura
Imagem de: Toyota faz lobby contra transição para veículos elétricos
Imagem: Pixabay/Reprodução
Avatar do autor

A Toyota, uma das maiores montadoras do mundo, tem agido de forma silenciosa para desacelerar a transição dos automóveis para um futuro totalmente elétrico, segundo informa o New York Times. A empresa tem pressionado sistematicamente governos em todo o mundo para considerar uma mudança menos drástica, que envolva carros híbridos nos planos.

A administração do presidente dos EUA, Joe Biden, quer usar as regras de emissões mais rígidas, como a legislação da Califórnia, para aumentar rapidamente as vendas de veículos elétricos. No entanto, a Alliance for Automotive Innovation, um grupo de lobby da indústria presidido por Christopher Reynolds, executivo da Toyota, se opõe à ideia.

A companhia também realizou esforços para evitar a adoção de padrões mais rígidos de emissões de automóveis ou lutar contra subsídios aos veículos elétricos em outros mercados, como Reino Unido, União Europeia e Austrália. Executivos da subsidiária indiana da Toyota criticaram publicamente a meta da Índia de 100% das vendas de veículos elétricos até 2030, dizendo que o objetivo não era prático.

Lobby no Congresso

Toyota quer mais presença dos modelos híbridos na transição da matriz enérgica dos automóveis. (Fonte: Pixabay/Davgood Kirshot/Reprodução)Toyota quer mais presença dos modelos híbridos na transição da matriz enérgica dos automóveis. (Fonte: Pixabay/Davgood Kirshot/Reprodução)Fonte:  Pixabay/Davgood Kirshot/Reprodução 

Enquanto o Congresso americano estuda a aprovação de bilhões de dólares para a construção de estações de recarga, bem como incentivos fiscais para carros elétricos e caminhões, Reynolds realizou reuniões a portas fechadas com parlamentares para mostrar a oposição da empresa a uma transição agressiva para carros totalmente elétricos.

Segundo fontes familiarizadas com as negociações ouvidas pelo jornal The New York Times, o executivo argumentou que os híbridos gás-elétrico como o Prius e os carros movidos a hidrogênio deveriam desempenhar um papel maior.

No mês passado, a organização sem fins lucrativos Citizens for Responsibility and Ethics registrou descobriu que a Toyota foi a maior doadora corporativa para os republicanos no Congresso que contestaram o resultado da eleição presidencial de 2020. Pelo menos 22 dos congressistas beneficiados também negam o consenso científico sobre as mudanças climáticas causadas pelo homem.

Estratégia da Toyota

A montadora japonesa foi pioneira ao lançar o Toyota Prius em 1997, primeiro veículo híbrido a ser produzido em série no mundo. Mais recentemente, a empresa apostou no desenvolvimento de células de combustível de hidrogênio, uma tecnologia que ficou mais cara que as baterias elétricas e é mais viável em carros híbridos.