Eleições Americanas: Waymo 'esconde' carros autônomos temendo caos

1 min de leitura
Imagem de: Eleições Americanas: Waymo 'esconde' carros autônomos temendo caos
Imagem: Waymo/Divulgação
Avatar do autor

A Waymo suspendeu temporariamente os testes de carros autônomos realizados na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, desde ontem (3), temendo uma possível onda de protestos nas ruas, em decorrência das eleições presidenciais, cuja apuração ainda está em andamento.

De acordo com o The Verge, a empresa pertencente à Alphabet transferiu toda a sua frota autônoma para a cidade vizinha de Mountain View, na noite da última segunda-feira (2). Lá, os veículos ficarão estacionados em um “local seguro”, a princípio até esta quarta-feira (4).

“Por excesso de cautela e com a segurança da nossa equipe em mente, estamos suspendendo temporariamente as operações de direção em São Francisco, nos dias 3 e 4 de novembro”, disse um porta-voz da companhia à publicação. Também ouvida pelo site, a gerente geral da Transdev Chris Cheung, fornecedora de operações da Waymo, confirmou que a empresa continuará testando em estradas públicas, momentaneamente.

As operações da Waymo no estado do Arizona seguem normalmente.As operações da Waymo no estado do Arizona seguem normalmente.Fonte:  Waymo/Divulgação 

Esta não é a primeira vez que os carros autônomos da Waymo param de circular em 2020. Uma delas foi no início da pandemia do novo coronavírus, em março, após reclamações de alguns motoristas de segurança. Os testes na região foram retomados em maio, mesmo com o número crescente de casos de covid-19 na Califórnia. Já em setembro, houve a paralisação por um dia, devido à má-qualidade do ar, causada pelos incêndios na costa oeste do país.

Outras empresas também se preparam para os protestos

Várias cidades americanas estão bloqueando ruas e se preparando para interromper os serviços de transporte em caso de protestos por conta dos resultados das eleições para presidente. Diante disso, mais empresas podem implantar medidas semelhantes à tomada pela Waymo.

Segundo a CNN, a empresa de compartilhamento de bicicletas Capital Bikeshare pausou temporariamente o seu serviço em torno da Casa Branca, até a noite desta quarta-feira. Autoridades das cidades de Portland e Seattle também determinaram medidas como esta, envolvendo ainda o uso de scooters, se houver protestos nestas localidades.

A Cruise, braço autônomo da GM, e a Spin, fornecedora de scooters elétricos pertencente à Ford, são outras companhias que anunciaram estarem preparadas para agir em momentos de agitação nos próximos dias.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Eleições Americanas: Waymo 'esconde' carros autônomos temendo caos