Paramédicos testam jetpack para resgates em locais remotos [Vídeo]

1 min de leitura
Imagem de: Paramédicos testam jetpack para resgates em locais remotos [Vídeo]
Imagem: NBC News
Avatar do autor

Em um vídeo publicado na manhã desta terça-feira (29) no YouTube, o inventor britânico Richard Browning, conhecido pela criação do jetpack Daedalus Mark 1, usou o artefato com 1.050 cavalos de potência para resgatar uma vítima em local montanhoso em uma simulação de atendimento médico de emergência.

O traje a jato, que foi apelidado de Homem de Ferro quando lançado em 2017 e visto com descrença pela imprensa, é novamente mostrado pela Gravity Industries como uma opção viável para prestar atendimento médico de emergência a vítimas em áreas remotas.

Trabalhando em parceria com o Great North Air Ambulance Service (GNAAS), instituição de caridade do Reino Unido que opera um serviço de resgates por helicóptero, Browning conseguiu voar até a suposta vítima em um local de difícil acesso em apenas 90 segundos, uma fração do que levaria se tentasse chegar caminhando.

O jetpack utilizado nos testes tem microjatos movidos a combustível de jato ou diesel, que são montados nos braços e nas costas do piloto. Um Monitor de Alertas (HUD — Heads-up Display) mostra informações importantes como empuxo e nível de abastecimento.

Browning fez questão de esclarecer que o risco de incêndio é mínimo, uma vez que o combustível utilizado não é inflamável nem explosivo e fica armazenado em um compartimento próximo ao solo, em caso de falha mecânica.

O teste do jetpack

Embora o teste tenha se revelado um sucesso, o equipamento ainda apresenta algumas limitações. A autonomia de voo chega a no máximo 10 minutos, e a operação requer treinamento altamente especializado, o que inclui suportar o próprio peso com a força dos braços. Além disso, o terreno não pode ser muito íngreme, porque o piloto precisa se apoiar no solo no momento do pouso.

O próximo passo é viabilizar economicamente o processo, o que significa tornar os trajes mais operacionais e baratos. O equipamento vendido mais recentemente por Browning custou US$ 438 mil (quase R$ 2,5 milhões), valor de dar inveja a qualquer Tony Stark.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Paramédicos testam jetpack para resgates em locais remotos [Vídeo]