Empresa cria versão elétrica híbrida do Renault Kwid

1 min de leitura
Imagem de: Empresa cria versão elétrica híbrida do Renault Kwid
Imagem: https://www.youtube.com/watch?v=jszR3s7SLj4
Avatar do autor

A HyMotiv desenvolveu uma versão híbrida do Renault Kwid, que pode funcionar movido tanto com os motores elétricos e a gasolina funcionando em conjunto quanto com apenas um dos dois tipos. O veículo, portanto, pode ser utilizando como um carro totalmente elétrico.

O Kwid é um hatchback básico, que foi lançado em 2015 com duas versões de motores movidos a gasolina. No ano passado, ele recebeu um facelift para se modernizar, mas continuou mantendo suas principais características, trazendo as duas opções de propulsão diferentes.

Agora, o Kwid ganhou uma versão híbrida, que é uma conversão criada por uma empresa indiana. A HyMotiv foi fundada pelo empresário Iype Koshy, da cidade de Trivandrum. Já existe uma versão 100% elétrica do modelo feita pela própria Renault na China.

Koshy havia descoberto um grupo de cinco graduados em engenharia mecânica, que criou uma versão híbrida do Maruti 800, com autonomia de cerca de 50 km usando o motor elétrico. Em seguida, Koshy contratou os cinco ex-estudantes da Faculdade de Engenharia de Rajagiri (turma de 2018).

No momento, o Kwid elétrico é o mais recente projeto da HyMotiv, especializada em conversões de carros movidos a gasolina para híbridos.

Renault ganha versão híbrida desenvolvida pela HyMotiv.Renault ganha versão híbrida desenvolvida pela HyMotiv.Fonte:  YouTube/Baiju N Nair/Reprodução 

Kwid tem autonomia de até 150 km em modo elétrico

Para criar a versão híbrida do Kwid, os engenheiros colocaram vários motores elétricos funcionando em conjunto com o motor a gasolina, para impulsionar as rodas traseiras. A autonomia do veículo pode chegar a 150 km, quando apenas os motores elétricos estão em funcionamento.

Além disso, o Kwid tem motor de 799 CC, com potência máxima de 54 CV e torque máximo de 72 Nm. Os motores elétricos ainda produzem 34 PS de potência adicionais, e todas as quatro rodas contam com freios a disco.

Há também um sincronizador, que equilibra a velocidade entre as rodas dianteiras e traseiras, e um mecanismo de redução de poluição, que reduz as emissões em até 60% e ainda melhora a quilometragem à gasolina em 20%, segundo a companhia.

A bateria elétrica é fabricada na China, mas logo será substituída por um produto local.

Empresa cria versão elétrica híbrida do Renault Kwid