Imagem de: Boeing anuncia parceria com startup de Larry Page para criar 'carro voador'

Boeing anuncia parceria com startup de Larry Page para criar 'carro voador'

1 min de leitura
Avatar do autor

A Boeing, companhia estadunidense de desenvolvimento aeroespacial, anunciou que está firmando uma parceria com a Kitty Hawk para o desenvolvimento de carros voadores semiautônomos. A Kitty Hawk é uma startup focada em mobilidade aérea urbana apoiada pelo cofundador do Google e presidente da Alphabet, Larry Page.

As duas empresas trabalharão em conjunto no 'Cora', veículo voador de dois lugares que tem a ambição de ser usado para um serviço de táxi voador semiautônomo no futuro. O objetivo é que ele seja direcionado por meio de sistemas de piloto automático, com supervisão de um piloto humano situado remotamente. Uma das principais metas da empresa é garantir que esse sistema funcione com segurança, de modo que o espaço aéreo seja compartilhado tranquilamente.

"Trabalhar com uma empresa como a Kitty Hawk nos aproxima do nosso objetivo de avançar com segurança no futuro da mobilidade", disse o vice-presidente e gerente-geral da divisão NeXt, da Boeing, Steve Nordlund. "Temos uma visão compartilhada de como as pessoas, mercadorias e ideias serão transportadas no futuro, assim como o ecossistema de segurança e regulamentação que sustentará esse transporte", finalizou.

(Fonte: Kitty Hawk/Divulgação)

Cora, que deve ser lançado em 2021, vai aterrissar e decolar verticalmente e deve atingir uma velocidade máxima de 180 km/h, chegando a uma altitude de cerca de 914 metros. O veículo será alimentado por 12 ventiladores de elevação espalhados por suas asas com uma única hélice para voo horizontal.

"A Kitty Hawk foi criada para promover a tecnologia em voo e trazer novas inovações para o dia a dia", disse o cofundador e presidente-executivo da Kitty Hawk, Sebastian Thrun. "Estou entusiasmado com o fato de nossas empresas trabalharem juntas para acelerar a concretização do voo elétrico seguro."

Mercado

O mercado de táxi aéreo vem crescendo e contando com mais empresas. Um exemplo é a Uber, que planeja iniciar voos de teste de seu próprio serviço, o Uber Air em 2020, com um lançamento comercial previsto para 2023. Ela anunciou que está trabalhando com cinco companhias aeroespaciais para construir veículos para o serviço, incluindo uma que foi comprada pela Boeing em 2017. Já a startup Lilium completou um voo de teste de sua própria aeronave de cinco lugares no início deste ano.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Boeing anuncia parceria com startup de Larry Page para criar 'carro voador'