A empresa de pesquisas em segurança Tencent Keen Security Lab já havia hackeado um Tesla Model S no ano passado, mas não se deram por satisfeitos e resolveram repetir a dose num Model X – e os chineses fizeram uma verdadeira festa com os carros.

Ao explorar falhas de segurança no sistema do SUV da Tesla, os pesquisadores foram capazes de controlar, de forma remota, diversas funções diferentes no veículo, como abertura de portas, ligar e desligar diferentes luzes, controlar o display interno do veículo e até mesmo acionar os freios do SUV enquanto ele estava em movimento.

Foi depois da demonstração de 2016 que a Tesla fez uma atualização de firmware para corrigir as falhas de segurança do sistema, mas os pesquisadores, através da entrada CAN bus do carro, conseguiram descobrir novas formas de acesso.

A Tesla se pronunciou a respeito e afirmou que está trabalhando com a equipe do Tencent Keen, mas que o risco desse tipo de exploit é baixo pela forma que ele tem que ser aplicado – com acesso direto ao módulo de controle do veículo e que os pesquisadores tiveram dificuldade em conseguir acesso em função das melhorias no sistema.

De qualquer forma, e apesar de não ter tido nenhum registro de problemas por parte dos clientes, a empresa diz que encoraja esse tipo de pesquisa para poder prevenir problemas potenciais de acontecerem.