Terror em Amityville: conheça a história real por trás do filme

Imagem de: Terror em Amityville: conheça a história real por trás do filme
Imagem: BETTMANN/Reprodução

Lançado em 1979, o filme Terror em Amityville (The Amityville Horror) marcou época e, ao longo do tempo, se tornou um clássico do cinema de terror. A trama, relativamente simples, traz um casal recém-casado que se muda para uma casa na vila de Amityville, em Nova York, onde um assassinato em massa aconteceu. Por lá, os pombinhos passam a ser alvo de manifestações sobrenaturais e assustadoras. Mas você sabia que essa história toda foi inspirada em um caso real?

Pois é, assim como O Massacre da Serra Elétrica e O Silêncio dos Inocentes, por exemplo, Terror em Amityville foi criado com base na realidade e se guiou muito pelo livro de mesmo nome do autor Jay Anson, de 1977, que narra a história aterrorizante vista no filme. Mas o que é real e o que não é no longa? Vamos aos fatos!

A casa real que inspirou o cenário do filme Terror em Amityville, de 1979.A casa real que inspirou o cenário do filme Terror em Amityville, de 1979.Fonte:  El País/Reprodução 

Em 13 de novembro de 1974, um jovem de 23 anos chamado Ronald J DeFeo Jr assassinou, com um rifle, seis membros de sua própria família enquanto dormiam em uma casa quase que idêntica àquela vista no filme. Apesar de negar em um primeiro momento, Ronald confessou o crime posteriormente à polícia. Todavia, as motivações do homem jamais ficaram 100% claras.

Primeiro, ele teria dito que ouvia vozes e, depois, afirmou que teria sido ajudado por outros familiares para cometer as atrocidades. Alguns dizem que o jovem estaria atrás do dinheiro do pai, outros que ele teve um colapso de loucura ou um episódio psicótico. Seja lá o que tenha ocorrido, de fato, Ronald foi condenado e sentenciado a 25 anos de prisão. Ele morreu encarcerado em 2021.

Porém, apesar de ser mencionado no filme, não é o caso das mortes que é retratado na produção, mas, sim, o que aconteceu depois. Um ano após os assassinatos, a família Lutz se mudou para o local (sabendo do que tinha acontecido) e passou a ter experiências terríveis, típicas de uma casa amaldiçoada. Não é preciso dizer que eles saíram de lá rapidamente, certo? Eles não duraram mais do que um mês.

Posteriormente, diversos investigadores paranormais foram ao local para averiguar a situação, incluindo Ed e Lorraine Warren, que inspiraram a franquia Invocação do Mal. Porém, muitos disseram que não sentiram nada e que o caso poderia ser uma grande mentira. Lorraine, por outro lado, disse que "sentiu uma presença", e afirmou que o que aconteceu ali foi a "personificação do mal" (a declaração ocorreu em um entrevista à CNN, em 2005).

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.