Boruto: anime confirma que personagem marcante de Naruto é LGBTQIA+

Imagem de: Boruto: anime confirma que personagem marcante de Naruto é LGBTQIA+
Imagem: TXN/Divulgação

Uma das maiores críticas à Naruto quanto aos seus personagens era a falta de representatividade LGBTQIA+ no anime e, mudando isso aos poucos, Boruto acaba de confirmar uma importante representação da comunidade.

Trata-se de Orochimaru, o icônico vilão do anime original que foi revelado como não-binário em uma de suas conversas com seu filho, Mitsuki.

Assim, confira mais sobre a confirmação da não-binariedade do icônico vilão de Naruto!

Boruto confirma que Orochimaru é uma pessoa não-binária

Ao longo de todo o anime Naruto, Orochimaru sempre teve uma representação muito fora dos padrões de gênero, uma vez que o vilão aproveitava tanto corpos de homens como de mulheres para servirem de hospedeiro na sua busca pela imortalidade.

No entanto, nunca foi confirmado que o personagem realmente fazia parte da comunidade LGBTQIA+ e o anime não mostrou uma representação queer ao longo dos seus episódios.

Agora, Boruto tenta mudar esse paradigma e apresentou o vilão como um personagem não-binário durante o capítulo 3.5 do manga.

(Fonte: TXN/Divulgação)(Fonte: TXN/Divulgação)Fonte:  TXN 

Isso pois descobrimos mais sobre a história de Mitsuki e vimos o encontro dele com seu criador no momento em que o jovem acorda no laboratório do vilão.

Mitsuki então faz uma pergunta crítica ao seu criador e o questiona se ele seria sua mãe ou seu pai.

O personagem então diz que essa pergunta é irrelevante e, no anime, comenta que já apareceu tanto como homem quanto como mulher, confirmando a sua fuga dos padrões de gênero apresentados em obras desse tipo.

Apesar disso, essa representatividade LGBTQIA+ acabou não agradando a todos da comunidade, uma vez que Orochimaru é um dos vilões mais cruéis do anime.

Enquanto outros como Itachi e Pain possuem uma motivação minimamente explicável por trás de suas ações, o vilão é somente uma pessoa movida pela arrogância e prepotência que busca conseguir o que quer a qualquer custo.

Por isso, muitas pessoas criticaram a representação não-binária em um personagem tão problemático na obra.

(Fonte: TXN/Divulgação)(Fonte: TXN/Divulgação)Fonte:  TXN 

Por outro lado, uma parcela da comunidade LGBTQIA+ comemorou uma vitória quanto à representatividade, que não havia acontecido no anime original.

Além disso, mesmo que Orochimaru seja bastante frio e calculista, vemos em Boruto que ele realmente quer o bem de seu filho e busca o melhor para ele.

E, com a confirmação da não-binariedade do personagem, podemos esperar novas introduções queer no anime!