Johnny Depp disse querer um final 'melhor' para Jack Sparrow

Imagem de: Johnny Depp disse querer um final 'melhor' para Jack Sparrow
Imagem: Disney/Reprodução Internet.

Johnny Depp disse no tribunal, durante o julgamento de seu processo de difamação de US$ 50 milhões de dólares contra a ex-mulher Amber Heard, que esperava um final melhor para Jack Sparrow, protagonista da franquia Piratas do Caribe.

Depp alegou que um sexto filme dos Piratas estaria entre os vários projetos que perdeu após o editorial no qual a atriz o acusou de abuso em 2018. A fala ocorreu durante o interrogatório do advogado de Heard. O advogado de Johnny Depp procurou elaborar os comentários.

Depois do fracasso nas bilheterias do quinto filme da franquia, em 2017, não se sabia ao certo qual seria o futuro da história. Depp afirmou, na corte, que acreditava que os personagens de Piratas do Caribe deveriam se despedir adequadamente. "Existe uma maneira de acabar com uma franquia como essa... Eu planejava continuar até que chegasse a hora de parar", disse o ator.

Durante o interrogatório, o advogado de Heard, Ben Rottenborn, citou uma reportagem anterior ao editorial de Heard que sugeriu que Johnny Depp havia sido demitido devido a problemas financeiros e problemas pessoais. Depp alegou não ter lido a reportagem, mas disse que "não estava surpreso que, após dois anos de sua prolongada separação pública com Heard, o divórcio tivesse um impacto em suas perspectivas".

Tudo certo, não fosse uma mensagem de Depp, enviada ao seu empresário em 2015, desabafando sua frustração com a má qualidade do roteiro de Piratas do Caribe: O Baú da Morte, na qual sugeria que não faria outro filme da franquia.

Entre outras frases impublicáveis, Johnny Depp disse ao empresário que não faria mais nada que aumentasse seu constrangimento por ter se "prostituído" por anos, desperdiçando seu tempo em personagens que, segundo ele, "ignorantemente começaram a afetar seu legado".

Depp x Heard

A batalha judicial segue entre Depp e Amber, que chegou a ligar para a emergência durante a briga final do casal. Segundo a terapeuta deles, ambas as partes foram emocionalmente abusivas e há acusações de agressões físicas.

Depp tentou, sem sucesso, processar um tabloide britânico que o chamou de "espancador de esposas". Como resposta, o tribunal do Reino Unido afirmou que a caracterização era "substancialmente verdadeira".