Liga da Justiça: Joss Whedon responde às acusações feitas pelo elenco

Imagem de: Liga da Justiça: Joss Whedon responde às acusações feitas pelo elenco
Imagem: IMDb

O assunto sobre os bastidores conturbados de Liga da Justiça ganhou um novo capítulo. Após uma série de denúncias feitas por parte do elenco do filme da DC em relação ao comportamento profissional de Joss Whedon durante as gravações, o diretor finalmente quebrou o silêncio e respondeu às críticas recebidas.

Em 2021, Gal Gadot — intérprete da Mulher-Maravilha no DCEU —, revelou que ele teria ameaçado sua carreira e apresentava um tratamento abusivo com ela.

“Eu não ameaço as pessoas. Quem faz isso? Inglês não é a primeira língua dela, e eu tenho o costume de ser irritantemente exagerado no meu jeito de conversar”, comentou à New York Magazine sobre as falas da atriz, nascida em Israel.

Em seguida, se recordou de um momento em que os dois discutiram durante a gravação de uma cena, situação em que ele considera dentro dos padrões, mas que Gadot entendeu de forma errada. Após a publicação da entrevista do diretor com a revista, a atriz enviou um e-mail ao veículo destacando o ocorrido: “Eu entendi perfeitamente”.

Joss Whedon respondeu às acusações feitas pelo elenco de Liga da Justiça sobre seu suposto comportamento abusivo durante as gravaçõesJoss Whedon respondeu às acusações feitas pelo elenco de Liga da Justiça sobre seu suposto comportamento abusivo durante as gravaçõesFonte:  IMDb 

As polêmicas em torno do estilo de direção de Joss Whedon em Liga da Justiça

As primeiras acusações sobre os bastidores de Liga da Justiça surgiram em 2020, quando Ray Fisher — que viveu o Ciborgue — denunciou o diretor como “abusivo e sem profissionalismo, algo completamente inaceitável”. Segundo o ator, seu personagem teria um papel maior do que o visto nos cinemas, arco que Whedon não teria gostado e logo cortou do longa.

Na conversa com a revista, ele criticou a interpretação do ator e declarou que Fisher é “uma força do mal. Estamos falando de um ator ruim, em todos os aspectos”.

Após comentar sobre essas acusações, Whedon — que foi chamado para comandar o filme após a saída de Zack Snyder — acredita ser uma vítima da situação e que todo o ódio que recebeu pela internet é resultado de uma campanha que queria o retorno da visão do diretor original, mas que contrariava os planos da Warner.

O que você acha de toda essa polêmica?