American Horror Stories: tudo sobre a estreia da série (spoilers)

Imagem de: American Horror Stories: tudo sobre a estreia da série (spoilers)
Imagem: Fonte: FX/Divulgação.

ATENÇÃO: SPOILERS À FRENTE!

Nesta quinta-feira (15), foram liberados os dois primeiros episódios de American Horror Stories nos Estados Unidos, na plataforma de streaming Hulu. No Brasil, a previsão de estreia é em agosto, junto com o novo serviço de streaming Star+. Os dois primeiros episódios do spin-off de American Horros Story (AHS) revisitam a Murder House e mostram que não há lugar como o nosso "lar".

No início da série de terror, uma nova família faz seu caminho até a casa infame de Los Angeles: o primeiro episódio, “Rubber (wo) Man", mostra a mudança do casal gay Michael (Matt Bomer) e Troy (Gavin Creel) com sua filha adolescente Scarlett (Sierra McKormick).

Logo após a chegada à Murder House, Scarlett encontra o traje de borracha do Rubberman (personagem da primeira temporada) e o experimenta. Ao fundo, toca o assobio da música “Twisted Nerve”, de Bernard Hermann (famosa pela trilha de Kill Bill), que remete às cenas dos primeiros momentos sinistros de AHS. Quando Scarlett se olha no espelho, vê outra figura, também vestindo o traje, olhando para ela. Então, ela o arranca e o joga fora.

Depois, vemos Scarlett atrair a atenção da colega de classe Maya (Paris Jackson). Enquanto ela fantasia com sua colega de classe na cama, tem uma visão de si mesma sufocando sua paixão. Pouco depois, os pais de Scarlett lhe dão um sermão a respeito de suas buscas sobre BDSM na Internet, preocupados com que isso pudesse afetar sua vida sexual. “Isso não é apenas vergonha e dor. Isso é violência”, diz Michael.

Então a família recebe uma terapeuta para resolver os "problemas" de Scarlett. Na sessão, é revelado o sequestro de dez dias que Scarlett sofreu, o que incentiva a família a refletir sobre como a casa está afetando sua psique. A terapeuta vê os fantasmas dos gêmeos Troy e Bryan Rutger — da primeira temporada de AHS —, cujos espíritos estão entre os que habitam a casa. Depois, uma figura vestindo o traje de borracha corta sua garganta.

Scarlett foge para se encontrar com Maya em uma festa do pijama, deixando os pais dormindo sozinhos em casa. Quando Scarlett se sente confortável para contar a Maya sobre o que a excita, outra amiga, Shanti (Belissa Escobedo), a informa que suas confissões sexuais estão sendo gravadas secretamente e transmitidas ao vivo.

Fãs de AHS notarão um paralelo com os momentos de Violet (Taissa Farmiga) na 1ª temporada em uma cena na banheira e uma ameaça de suicídio. Maya e suas amigas, a pedido de Scarlett, vão até a casa mal-assombrada. Elas partem para a investigação e encontram vestígios do passado assustador da casa, incluindo o Infantata, que acaba com Maya. Scarlett, vestindo o traje de borracha, exige sua vingança, somando-se à já abundante história de sede de sangue da casa.

Rubber (wo) Man: Part Two” continua a história de assassinatos, desta vez apresentando Kaia Gerber, a nova parceira de Scarlett no assassinato e no amor.

Assim como Tate (Evan Peters) e Violet, Scarlett e Ruby (personagem de Gerber) compartilham traumas profundos e formam um vínculo inquebrável. Acontece que Ruby se matou no passado, tornando-se mais uma vítima da inevitabilidade da casa. “Mate-se e então poderemos ficar juntas para sempre”, Ruby tenta convencer Scarlett, que continua viva.

A polícia está no encalço de Scarlett, na esperança de saber mais sobre o que aconteceu com suas colegas. Enquanto isso, as novas fantasmas buscam tornar a vida de Scarlett um inferno — mas Ruby jura proteger sua nova namorada.

Michael revela que teve seu próprio encontro com Piggy Man, de AHS: Roanoke. Para piorar as coisas, a casa não está rendendo dinheiro e os pais de Scarlett finalmente percebem que as histórias que contaram podem ser verdadeiras.

Aaron Tveit aparece como Adam, um empreiteiro que Troy contratou para reformar o local e realizar outros serviços. Perturbado por um cheiro podre, Adam e seu assistente derrubam a parede que Scarlett usou para cobrir sua matança e descobrem quatro cadáveres. Adam mata seu assistente e chantageia a família, mas, antes de sair da casa, é morto pelo Rubberman.

Em uma tentativa de fugir do assassino, Michael e Troy percebem que não podem escapar da casa — é quando descobrimos que Ruby matou os dois. “Agora você não tem desculpa para não ficar”, ela diz a Scarlett, que fica horrorizada ao ver todos os novos cadáveres e seus fantasmas. Mas ela logo aceita a morte de seus pais.

O Halloween, único dia em que os mortos podem andar pela Terra na mitologia da série, chega — e as ex-colegas de classe de Scarlett saem busca de sangue. Desanimada com o comportamento frio de Ruby, Shanti foge, mas admite para Scarlett que sabe a verdade sobre as ações da amiga. Justamente quando a gangue de garotas vingativas vai atrás de Shanti, Ruby vai em sua proteção — na esperança de se redimir aos olhos de Scarlett.

O segundo episódio termina com Scarlett decidindo que quer viver a vida fora da casa. Ela se desculpa com suas vítimas e se despede de seus pais, deixando a Murder House e Ruby para trás. 10 meses depois, no entanto, a jovem vai buscar vingança para Ruby contra seu tio falso e abusivo. No final do episódio, Scarlett, Ruby e os outros fantasmas da casa se divertem em um novo Halloween.

Acompanhe todos os detalhes e novidades de American Horror Stories aqui no Minha Série.

American Horror Stories: tudo sobre a estreia da série (spoilers)