The Good Doctor: Covid-19 foi destaque na 4ª temporada da série

Imagem de: The Good Doctor: Covid-19 foi destaque na 4ª temporada da série
Imagem: ABC/Reprodução

Assim como muitas outras produções envolvendo a área da saúde, a 4ª temporada de The Good Doctor, que estreou em novembro de 2020, trouxe a pandemia do coronavírus como um de seus principais temas.

Apesar da série ter desenvolvido seu quarto ano também com outras possibilidades dramáticas, não há como negar que a produção teve grande sucesso no retrato da situação que o mundo ainda vive.

Nesse sentido, os intitulados “Frontline” (Linha de Frente, em uma tradução livre), divididos entre Parte 1 e Parte 2, abordaram a doença da Covid-19 em meio às tramas dos personagens, que continuaram desde o final da 3ª temporada da série.

(ABC/Reprodução)(ABC/Reprodução)Fonte:  ABC 

The Good Doctor: série médica debateu Covid-19 nos primeiros episódios da 4ª temporada

Em “Frontline”, os espectadores acompanharam o retorno de diversas peças importantes para a narrativa da série. Inclusive, o relacionamento entre Shaun (Freddie Highmore) e Lea (Paige Spara) foi testado durante esse período em que as coisas estavam incertas. Além disso, com a crescente da pandemia na trama, alguns personagens passaram por grandes provações e desafios intensos.

As emoções não ficaram de lado e, nesse sentido, o público acompanhou a psicologia de Shaun junto de todas as dificuldades que ele enfrentava para equilibrar seus próprios medos e preocupações com relação aos outros pacientes e também à mulher que ama.

Desde o início, David Shore, criador da série e responsável por uma boa parte de seus roteiros, afirmou, ao longo de diversas entrevistas, que as intenções da produção eram de utilizar a visibilidade do seriado para conscientizar as pessoas sobre a pandemia.

Vale destacar que os roteiros, muito provavelmente, foram desenvolvidos com muitos meses de antecedência da transmissão original — quando certas dúvidas sobre o coronavírus não haviam sido respondidas até então. Mesmo assim, a produção médica da ABC não cometeu erros.

Quando o final da 3ª temporada foi exibido, por exemplo, diversas regiões do mundo já estavam suspendendo a execução de várias atividades. Felizmente, os vinte episódios programados para aquela época conseguiram chegar ao público sem grandes empecilhos — algo que não ocorreu com muitos outros projetos.

(ABC/Reprodução)(ABC/Reprodução)Fonte:  ABC 

Por isso, houve grande cuidado com a inclusão de avisos destinados aos espectadores nos episódios sobre o enfrentamento da Covid-19. Apesar de simples, eles reforçaram que, mesmo sendo uma trama de ficção, as cenas ilustravam o cotidiano de diversos médicos.

Contudo, a criação de um certo didatismo na enunciação das tramas sobre o coronavírus foi vista. Os roteiristas mostraram, delicadamente, como um certo paciente havia se infectado, revisando todos os sintomas e a ação do vírus durante a contaminação.

Aos poucos, o episódio focou em mostrar o medo do desconhecido que atingia a equipe médica naquele instante. Mesmo com poucas informações, algumas pesquisas foram realizadas, junto de suposições e também de erros imprevisíveis.

Nesse ponto, a produção deu um salto no tempo e reafirmou o famigerado “novo normal” que todos viviam — enfatizando o luto, a solidão e outras questões que se tornaram, infelizmente, rotina para a população.

A 4ª temporada de The Good Doctor, que ainda tem mais alguns episódios para exibir antes do final, teve sua primeira metade disponibilizada no Globoplay. Não deixe de conferir!

The Good Doctor: Covid-19 foi destaque na 4ª temporada da série