Binance convoca Cristiano Ronaldo para estrelar coleção de NFTs

1 min de leitura
Imagem de: Binance convoca Cristiano Ronaldo para estrelar coleção de NFTs
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Em uma tentativa de virar o jogo dos ativos digitais, após um mês desastroso para as criptomoedas, a Binance, maior exchange do setor no mundo, revelou na quinta-feira (23) a assinatura de uma parceria com o craque português Cristiano Ronaldo para a promoção de tokens não fungíveis (NFTs).

De acordo com a Reuters, o acordo plurianual prevê o lançamento de uma série de coleções de NFTs para venda na plataforma da Binance, aproveitando a popularidade do jogador de futebol do Manchester United. Segundo a corretora com sede em Dubai, nos Emirados Árabes, a primeira coleção com o CR7 será lançada ainda neste ano.

NFTs e seus parceiros esportivos

A "casa dos Lakers" mudou seu nome para Crypto.com Arena. (Fonte: Crypto.com/Divulgação.)A "casa dos Lakers" mudou seu nome para Crypto.com Arena. (Fonte: Crypto.com/Divulgação.)Fonte:  Crypto.com 

Os tokens não fungíveis (NFTs) usam a tecnologia das criptomoedas – o Blockchain – para criar ativos digitais exclusivos. Nesse sentido, é possível registrar a posse de itens colecionáveis, desde imóveis e personagens de filmes até lances como a histórica cabeçada de Cristiano Ronaldo de 2,56 m quando jogava pela Juventus, por exemplo.

Bill Gates diz que NFTs são baseadas na 'teoria do mais tolo'

As empresas de criptomoedas contam tradicionalmente com parcerias esportivas em uma tentativa de recuperar sua popularidade. A exchange FTX Trading Ltd, por exemplo, vendeu uma participação para o quarterback da National Football League americana, Tom Brady. No final do ano passado, o histórico Staples Center em Los Angeles – a casa dos Lakers – transformou-se em Crypto.com Arena, após um acordo de US$ 700 milhões (R$ 3,7 bilhões).

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.