Musk diz querer que pessoas 'vivam' no Twitter assim como no WeChat

2 min de leitura
Imagem de: Musk diz querer que pessoas 'vivam' no Twitter assim como no WeChat
Imagem: Sergei Elagin/Shutterstock
Avatar do autor

O bilionário Elon Musk fez nesta quinta-feira (16) a primeira reunião com funcionários do Twitter. Falando sobre a sua visão para a rede social, ele afirmou querer que os usuários possam fazer de tudo na plataforma.

“Você basicamente vive no WeChat”, comparou o possível comprador do Twitter, citando o popular aplicativo chinês. Além de um mensageiro e rede social, os usuários utilizam o sistema da China para realizar compras, transferir dinheiro, jogar, utilizar serviços governamentais, fazer reservas de hotéis, chamar veículos privados e mais.

Musk afirmou que o WeChat poderia ser um “modelo” para o Twitter e defendeu que é possível, por exemplo, fazer com que o Twitter tenha um sistema de pagamentos completo.

WeChat

Assim como o app chinês, Musk também defendeu que quer que o Twitter seja utilizado por 1 bilhão de pessoas diariamente. Nos dias atuais, segundo a própria plataforma, há cerca de 229 milhões de usuários por dia.

Liberdade de expressão

No evento conhecido como Q&A (Questions and Aswers, ou Perguntas e Respostas, em português), o bilionário foi questionado pelos trabalhadores do Twitter sobre diversos assuntos. Um dos principais tópicos foi a visão que ele tem sobre moderação de conteúdo.

Público defensor da liberdade de expressão quase irrestrita, Musk afirmou acreditar que os usuários do Twitter deveriam poder “dizer coisas bastante ultrajantes, mas que estejam dentro da lei”.

Apesar disso, o empresário defendeu que os tais discursos não precisam necessariamente ser amplificados. Ele conceituou a diferença como “liberdade de expressão e liberdade de alcance”, conceito utilizado pela pesquisadora Renée DiResta.

Twitter

Contas fakes

Outro ponto que Musk bateu bastante foram os bots. O bilionário entrou em uma briga pública com os atuais dirigentes do Twitter por causa de uma pesquisa que revelava o número de contas robôs na rede social. O homem mais rico do mundo discordou da metodologia e dos resultados da pesquisa e chegou a acusar o Twitter de esconder a verdade sobre a questão.

No evento com funcionários, ele disse que gostaria que fosse mais difícil que bots e contas que espalham spam existam no site. “Precisa ser muito mais caro ter um exército de trolls”, salientou. Uma das alternativas apontadas para evitar as contas fakes é o pagamento para verificação, sugeriu Musk.

Twitter

Problemas financeiros

O dono da Tesla também defendeu que o Twitter precisa de correções de rumo no quesito finanças. “A empresa precisa ficar saudável financeiramente”, argumentou. “No momento, os custos excedem a receita”.

Por causa disso, ele sugeriu que a companhia pode precisar de novos cortes de empregos, já que segundo ele a situação atual “não é boa”.

Twitter

“Eu amo o Twitter [...] Eu aprendo muito com o que aprendo no Twitter [...] [A rede social] é uma ótima maneira de passar uma mensagem [...]. Algumas pessoas usam o cabelo para se expressar, eu uso o Twitter”, respondeu Musk quando foi perguntado sobre o porquê quer comprar a plataforma.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.