Pesquisa diz que brasileiro quer o 5G, mas não conhece tecnologia

1 min de leitura
Imagem de: Pesquisa diz que brasileiro quer o 5G, mas não conhece tecnologia
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Uma pesquisa encomendada pela IDC Latin America com brasileiros detectou que a população do país acredita nos impactos positivos do 5G. Por outro lado, é baixa a parcela do público que de fato conhece o funcionamento dessa tecnologia.

Segundo o relatório, 84% dos brasileiros consultados acham que o 5G "vai transformar totalmente a forma de acessar a internet". A maior parte da porcentagem inclui quem acredita em melhorias no streaming de vídeos, no trabalho, em games e nas compras online. Em menor escala, há menções sobre otimizações no estudo e em Realidade Virtual ou Realidade Aumentada.

Por outro lado, a população carece de mais informações sobre o que de fato o 5G representa. Isso porque, de acordo com a pesquisa, só 36% dizem conhecer bem a tecnologia — enquanto 95% alegam ter só "algum conhecimento" do tema.

Muita calma na migração

Apesar da empolgação, a adoção deve ser bastante lenta em território nacional não apenas pela chegada gradual da tecnologia, mas sim por opção do público.

iPhone e GalaxySmartphones com 5G começam a aparecer em mais volume no Brasil.

O estudo da IDC aponta que só 22% dos entrevistados "certamente migrarão para um plano 5G nos próximos 12 meses". Já 42% deverão migrar em outro período, não têm certeza ou não pretende fazer a troca.

Os motivos apontados para isso são a satisfação com os smartphones atuais sem suporte ao 5G (39%), a troca de dispositivo feita há pouco tempo (34%) e a questão financeira (22%), já que planos da nova geração possivelmente terão um custo adicional.

Além disso, 67% do público restringe o uso de certos aplicativos em razão do tráfego gerado de dados — o que indica preocupação com segurança de dados pessoais e também consumo excessivo de tráfego por meio de planos móveis. O estudo da IDC ouviu 723 brasileiros entre abril e maio de 2022.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes