iFood oferece 300 bolsas integrais para curso de programação

1 min de leitura
Imagem de: iFood oferece 300 bolsas integrais para curso de programação
Imagem: Elle Aon/Shutterstock

Uma nova oferta de bolsas integrais para cursos de tecnologia online foi aberta pelo iFood neste início de março. São 300 vagas disponíveis, destinadas às pessoas de baixa renda e grupos sub-representados, oferecidas por meio do Potência Tech, que receberá os cadastros dos interessados até a próxima sexta-feira (11).

Lançado em outubro do ano passado, o Potência Tech é um programa de formação e empregabilidade gerenciado pela empresa de delivery em parceria com escolas de tecnologia de todo o país. O projeto já abriu mais de 3 mil vagas gratuitas em cursos de back-end, front-end, full stack e data, entre outros.

Para a próxima turma, as bolsas do iFood são disponibilizadas em parceria com a Rocketseat, plataforma de aprendizado em programação. Durante as aulas, os participantes aprendem a programar do zero, de acordo com a companhia, solidificando seus conhecimentos e podendo se especializar em diferentes tecnologias.

Não é preciso ter conhecimentos prévios na área para participar do curso gratuito de Programação.Não é preciso ter conhecimentos prévios na área para participar do curso gratuito de Programação.Fonte:  Unsplash 

Todo o conteúdo dos cursos gratuitos fica disponível online, permitindo a participação de alunos de qualquer lugar do Brasil. Os estudantes recebem certificado ao final da qualificação, além de terem acesso a vagas de emprego na área de tecnologia.

Como concorrer

O público interessado em concorrer às bolsas de estudo para o curso de programação, oferecidas pelo iFood, precisa se inscrever no site do Potência Tech, lembrando que o prazo termina no dia 11 de março. Segundo a empresa, não é exigido qualquer conhecimento prévio para participar das aulas.

Além da vontade de iniciar a carreira na área de programação, os candidatos devem ter 18 anos ou mais, residir no Brasil e ser membro de família com renda mensal per capita de até R$ 2 mil por pessoa. Outro requisito é pertencer a um grupo sub-representado, como mulheres, negros, indígenas, LGBTQIA+ ou pessoas com deficiência, entre outros.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.