Samsung suspende venda de chips e celulares para a Rússia

1 min de leitura
Imagem de: Samsung suspende venda de chips e celulares para a Rússia
Imagem: Samsung
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A fabricante sul-coreana Samsung anunciou na última sexta-feira (4) a suspensão da venda de eletrônicos em geral e o envio de chips para a Rússia. O motivo é a invasão o país ao território da Ucrânia, já com mais de uma semana de conflitos e ataques.

No comunicado enviado à Bloomberg, a companhia manifestou solidariedade aos ucranianos e confirmou a doação de US$ 6 milhões ao país, incluindo produtos que possam ajudar refugiados e moradores que ainda não deixaram o local.

O vice primeiro-ministro da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, pediu anteriormente que a Samsung realizasse sanções para isolar e pressionar o presidente Vladimir Putin no campo de eletrônicos de consumo. A marca é a líder do setor de celulares na Rússia, com cerca de 30% do mercado, e tem ainda uma fábrica de televisores no país.

Pressão constante

Com a ação, a Samsung se torna mais uma integrante de uma lista crescente de empresas de tecnologia com sanções contra os russos. A Apple já pausou a venda de seus produtos na região, assim como Intel e AMD paralisaram o envio de processadores para o país.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.