Apple suspende vendas e exportações de produtos para a Rússia

1 min de leitura
Imagem de: Apple suspende vendas e exportações de produtos para a Rússia
Imagem: Kestrel/Wikimedia Commons
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Apple anunciou nessa terça-feira (1º) que suspendeu por tempo indeterminado a venda de todos os produtos da empresa na Rússia. Além disso, a marca não vai realizar exportações para o país e limitou a utilização de vários dos seus serviços no território.

O motivo é a "preocupação profunda" com a invasão da Ucrânia ordenada pelo presidente russo, Vladimir Putin, em um conflito que já dura uma semana. Anteriormente, o governo ucraniano chegou a pedir oficialmente que a empresa interrompesse serviços na região como represália.

Em uma carta enviada aos funcionários, o CEO da Apple, Tim Cook, já havia indicado um posicionamento mais assertivo da companhia na direção da Ucrânia, pedindo doações e união entre os colaboradores.

iPhone 13 ProCelulares, computadores e outros produtos da Apple têm vendas suspensas no território russo.

O que muda na Rússia?

Segundo a Wired, as lojas de revendedoras autorizadas da Rússia não estão mais vendendo produtos da marca, incluindo iPhones e Macs. O comércio online oficial também foi suspenso no país.

Além disso, serviços como a plataforma de pagamentos e carteira virtual Apple Pay foram "limitados" em território russo, sem que a companhia detalhasse exatamente o que isso significa. Anteriormente, a Maçã já havia confirmado a remoção de aplicativos de notícias de órgãos estatais do país, como o RT News.

Especialistas consultados pela NPR avaliam a medida como uma ação rara por parte da marca, que não costuma se posicionar contra nações ou tomar partido de forma crítica em conflitos — ela até já foi acusada de cooperar com a China e atuar na censura contra termos ativistas, por exemplo.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.