Cazaquistão corta energia de mineradoras de Bitcoin após apagões

1 min de leitura
Imagem de: Cazaquistão corta energia de mineradoras de Bitcoin após apagões
Imagem: Unsplash

O mercado criado pelo Bitcoin (BTC) está causando diversos efeitos ao redor do mundo, como no Cazaquistão, onde diversas empresas de mineração foram desligadas por conta do uso de energia no país. O desligamento aconteceu em meio aos diversos apagões que estão acontecendo em algumas regiões do país.

De acordo com informações reveladas pelo site Bloomberg, os mineradores de criptomoedas no país ficarão sem energia até o dia 31 de janeiro — a medida começou na última segunda-feira (24).

Crise de energia

Em novembro de 2021, o governo cazaquistanês já havia comentado sobre uma crise energética causada por mineradores. De qualquer forma, o desligamento não evitou os apagões no Cazaquistão e, na última terça-feira (25), a rede elétrica deixou milhões de pessoas sem luz ao redor do país.

Fonte:  Unsplash 

Até agosto de 2021, o país foi considerado o segundo maior centro de mineradores de BTC do mundo. As companhias de mineração foram atraídas pelo Cazaquistão, e por outros países do sul da Ásia, após a China bloquear operações e mineração de Bitcoin — o preço do consumo de eletricidade é menor no país devido aos depósitos de gás natural e carvão abundantes.

É importante destacar que a mineração de criptomoedas foi regulamentada no Cazaquistão, contudo, elas podem ser parte da culpa dos apagões no país. Em setembro de 2021, os mineradores usaram até 8% da energia fornecida pelo país.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.