Peloton reclama de séries de TV que usam suas bikes ergométricas

2 min de leitura
Imagem de: Peloton reclama de séries de TV que usam suas bikes ergométricas
Imagem: Peloton
Avatar do autor

Atenção: o texto pode conter spoilers do primeiro episódio da sexta temporada de Billions e do especial And Just Like That… Um Novo Capítulo de Sex And The City.

A empresa de aluguel de bicicletas ergométricas e outros exercícios físicos Peloton reclamou nas redes sociais sobre o aparecimento da marca em seriados de TV. Segundo a companhia, os programas estão passando uma imagem equivocada dos produtos da marca.

Em questão de poucas semanas, dois personagens sofreram problemas cardíacos enquanto praticavam atividades físicas em um equipamento da companhia — o que poderia levar o consumidor a acreditar que o uso intenso da bicicleta estaria relacionada com os problemas de saúde.

Faz mal?

O primeiro caso aconteceu no final de 2021, com a estreia de And Just Like That… Um Novo Capítulo de Sex And The City no HBO Max. O personagem Mr. Big (Chris Noth), que era recorrente na série original, morre após ter um ataque do coração enquanto praticava exercícios.

De acordo com a Peloton, a marca forneceu a bicicleta usada no episódio e um dos instrutores para atuar na função, mas não sabia que a utilização do equipamento teria essa consequência.

A cena de Mr. Big com uma das bikes da Peloton.A cena de Mr. Big com uma das bikes da Peloton.Fonte:  HBO Max 

O novo caso aconteceu agora em janeiro de 2022, com a estreia da sexta temporada de Billions. No capítulo, o personagem Mike Wagner, interpretado por David Costabile, também infarta enquanto pedalava em uma Peloton. Ele, entretanto, se recuperou e até fez uma piada com o caso anterior, afirmando que "não iria embora igual ao Mr. Big".

Em nota publicada nas redes sociais, a Peloton alega que não foi consultada sobre o uso da marca na série e reforçou que, "assim como o show mostra, exercícios cardiovasculares ajudam pessoas a terem vidas mais longas e felizes". O receio da companhia é ser associada com esse tipo de mal súbito em programas populares sem uma explicação relacionada.

A produção de Billions se defendeu ao alegar que a cena parecida foi apenas uma coincidência, já que a filmagem ocorreu meses antes do episódio ir ao ar — a fala em relação a Sex and the City foi dublada pelo ator e adicionada na pós-produção para aproveitar a situação.

Fase ruim

A preocupação da Peloton com a própria imagem envolve ainda a atual situação da empresa. Fundada em 2012, ela atingiu o valor de mercado de US$ 1 bilhão cinco anos depois e teve uma sobrevida na pandemia da covid-19, mas passa por vários problemas desde 2021.

Segundo relatos do The Wall Street Journal, só nos últimos meses, a empresa viu as ações encolherem em 80% — além de ver investidores ameaçarem pular fora do negócio e ter que reduzir drasticamente o ritmo de fabricação de bicicletas e esteiras.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.