Uber Eats encerra serviço de entregas para restaurantes no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Uber Eats encerra serviço de entregas para restaurantes no Brasil
Avatar do autor

O Uber Eats anunciou que vai encerrar sua divisão de entregas de restaurantes no Brasil em 8 de março. Em um comunicado enviado à imprensa, a companhia disse que vai focar no delivery de compras de supermercados e lojas especializadas, como pet shops e comércios de bebidas, por exemplo.

De acordo com a companhia, o segmento de entregas ainda existirá em outros países, mas será desativado no Brasil. O motivo para a empresa desistir do delivery de comida por aqui seria a competição com o iFood, que domina o mercado nacional.

Uber Eats

Segundo fontes ouvidas pelo Brazil Journal, alguns dos responsáveis pelo Uber Eats no país consideram o comportamento do iFood "monopolista". O aplicativo brasileiro teria "criado barreiras" para dificultar a competição no segmento, como solicitar exclusividade para restaurantes em sua plataforma.

Foco na mercearia

Apesar de ter desistido dos restaurantes, o Uber Eats promete fortalecer a sua presença no Brasil no segmento de entregas de itens para supermercados e outras lojas. No ano passado, a empresa adquiriu a startup de delivery de compras Cornershop, o que já indicava o investimento nesse setor.

UberComunicado da Uber sobre o encerramento do serviço de delivery para restaurantes.

"Nosso principal objetivo daqui para a frente será oferecer acesso à maior e melhor seleção de supermercados, lojas de bebidas e outros artigos no aplicativo Uber Eats", segundo o comunicado da empresa. Além do setor de compras, a companhia seguirá atuando no país com as entregas de pacotes Uber Flash e o Uber Direct, voltado para o setor corporativo.

A mudança no Uber Eats também não tem alterações ao serviço de corridas compartilhadas da empresa, que sofre com problemas no país atualmente por causa dos preços de combustível.

Briga com iFood

A saída do Uber Eats do mercado de restaurantes no Brasil mostra a força do iFood, que também tem inimizade com outras empresas desse setor.

Em 2020, a companhia também foi processada pela Rappi por práticas que impedem a competição no setor. A ação apresentada ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) ganhou apoio do Uber e também da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

Atualmente, o iFood conta com uma parcela de aproximadamente 80% do mercado de entregas para restaurantes no Brasil. O Uber Eats era considerado o segundo maior serviço no segmento, com cerca de 10% de market share.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.