Não consegue achar uma corrida no Uber ou na 99?

4 min de leitura
Imagem de: Não consegue achar uma corrida no Uber ou na 99?
Imagem: Shutterstock/Reprodução
Avatar do autor

Nas últimas semanas, ficou cada vez mais comum encontrar pessoas reclamando da dificuldade de conseguir corridas em aplicativos como Uber e 99. Não são raros os relatos de usuários que esperaram mais de 30 minutos ou até 1 hora por um motorista.

"Chamo um Uber para chegar mais rápido na minha consulta e, por causa da palhaçada de cancelarem a corrida umas 3 vezes, vou chegar 10 minutos atrasado", disse um usuário no Twitter. "Quem é Karol Conká perto da #uber quando o assunto é cancelamento, né?" respondeu outro internauta, brincando com a situação.

Mas afinal, o que tem causado esse transtorno entre os passageiros? Por que os motoristas estão cancelando tantas corridas? A resposta pode estar no posto de gasolina.

Viagens com mais chances de cancelamento

Segundo Eduardo Lima de Souza, presidente da Associação dos Motoristas de Aplicativos de São Paulo (Amasp), a alta dos combustíveis está afetando diretamente o trabalho dos motoristas de aplicativos, visto que o colaborador se torna mais seletivo na escolha das corridas para não obter prejuízo.

Ele afirma que, com as iniciativas criadas durante a pandemia, como o Uber Promo e o 99Poupa, o motorista passou a perder dinheiro em certas ocasiões. "Com o baixo valor da corrida para o passageiro, o colaborador, por outro lado,  deve lucrar menos, considerando que ele ainda deve contar o deslocamento de ida até o passageiro", conou o presidente.

Por isso, corridas em que o usuário está muito longe do motorista e que, consequentemente, demandam maior locomoção, são mais propensas a serem canceladas. "Ao somar o valor da quilometragem e compará-lo com o valor do combustível, o motorista, muitas vezes, já cancela a corrida automaticamente", explicou Souza.

UberA Uber afirma que, com a alta demanda por corridas por parte da população, os motoristas parceiros "se sentem mais confortáveis para recusar viagens, pois sabem que virão outros na sequência, possivelmente com ganhos maiores".

Reivindicações

Souza afirma que as empresas não têm oferecido subsídios aos motoristas, mesmo com o aumento dos preços do combustível. "A Uber, por exemplo, fechou parceria com uma rede de postos de combustível para que os motoristas tenham desconto de 4% na gasolina. Porém, são postos que já contam com valores altíssimos. Então, na prática, não tem muito impacto para o motorista", ele explicou.

No caso da 99, a empresa oferece algumas corridas com 100% da taxa para o motorista, sem descontos. "Em contrapartida, o serviço oferece cupons para o passageiro nessas mesmas corridas. Com isso, o resultado é basicamente o mesmo", disse Souza.

O motorista Bruno Macedo trabalha para aplicativos de mobilidade há 8 meses e explica que, atualmente, a principal reivindicação é o reajuste das tarifas, conforme o aumento do preço do combustível e de itens básicos do dia a dia. "A maior dificuldade é, com certeza, em relação às modalidades promocionais disponíveis nos apps. Porque quando um passageiro tem uma corrida com desconto, na verdade é o motorista que 'paga' o valor descontado", afirmou o motorista.

99Com a ação Taxa Zero, a 99 não cobra taxa dos motoristas em horário e dias específicos. (Reprodução/Shutterstock)

O que dizem as empresas

Ao TecMundo, a 99 afirmou que "a empresa tem como prioridade garantir os ganhos e a melhor eficiência do trabalho dos parceiros. Um exemplo disso foram os mais de R$ 3,1 milhões de desconto oferecidos pela empresa nos postos da rede Shell em todo o país. O benefício funciona 7 dias por semana e é válido para etanol ou gasolina, cujo pagamento seja feito via Cartão99 por meio do app ShellBox". Além disso, a empresa ressalta ações que estão em vigência atualmente, como:

  • taxa zero, em que a taxa de intermediação cobrada pela 99 será zerada em dias ou horários específicos ao longo dos meses em todas as categorias, exceto táxi;
  • escolha inteligente, na qual a plataforma apresenta as opções de incentivo disponíveis de corrida para que o motorista parceiro escolha aquela  que melhor atenda à sua rotina;
  • corrida turbinada, nesta o motorista adquire um pacote de bônus que é aplicado à dinâmica de preço das suas corridas durante um determinado período;
  • reembolso rápido, nela a 99 fará a revisão do sistema de solicitação de reembolso no app, com adaptações para agilizar o processo de pagamento ao motorista quando o passageiro não paga a corrida.

Já a Uber informou que a alta demanda por viagens vem se acentuando nas últimas semanas, conforme o avanço da campanha de vacinação e a reabertura progressiva de atividades comerciais pelas autoridades:

"Nesse sentido, os usuários estão tendo de esperar mais tempo por uma viagem, porque, especialmente nos horários de pico, há mais chamados do que parceiros dispostos a realizar viagens. A demanda elevada significa que o app da Uber está tocando sem parar para os parceiros, situação em que eles relatam se sentir mais confortáveis para recusar viagens, pois sabem que virão outros na sequência, possivelmente com ganhos maiores."

A empresa afirma que vem realizando ações especiais em 2021, em que o motorista ganha até 20% de cashback no abastecimento do seu carro. “E de forma permanente, pagando com o app Abastece-aí nos postos Ipiranga, o motorista parceiro da Uber tem direito a 4% de cashback sem que, para isso, precise gastar seus pontos do programa KM de Vantagens. Isso significa que, além de receber de volta parte do valor gasto no abastecimento, o parceiro ainda acumula mais pontos para usar, por exemplo, na manutenção do carro", de acordo com a Uber.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.