Produtor de Scorsese vai financiar filmes com arrecadação de NFTs

1 min de leitura
Imagem de: Produtor de Scorsese vai financiar filmes com arrecadação de NFTs
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Recentemente, o NFT (token não fungível, em tradução) de um iate super luxuoso foi vendido por R$ 3,6 milhões no universo do jogo The Sandbox, provando que muitas pessoas consideram tokens não fungíveis um tipo de investimento. Há pouco, um dos produtores do longa-metragem O Irlândes (2019), de Martin Scorsese, revelou um projeto para financiar filmes com NFTs.

Niels Juul é um dos produtores executivos do diretor Scorcese desde Silêncio (2016) e também será responsável pelo próximo longa-metragem do cineasta, chamado Killers of the Flower Moon (2022). Com esse belo currículo, o produtor criou a produtora NFT Studios para financiar produções cinematográficas por meio da arrecadação de tokens não fungíveis.

Transformando tokens em filmes

"Como produtor, minha maior frustração é do lado financeiro, é uma provação. Os estúdios estão fazendo principalmente grandes filmes de franquia, um filme independente pode levar anos e anos. É difícil conseguir investidores para filmes e produções, especialmente em estágio de desenvolvimento, com o sistema de Hollywood. Queremos democratizar isso", revelou Juul.

O objetivo da produtora é tentar contornar os modelos tradicionais de financiamento de Hollywood e criar um movimento mais justo para as pequenas produções, já que alguns filmes menores podem levar até oito anos para serem finalizados.

Em 2021, NFT se tornou a palavra do ano para o dicionário CollinsEm 2021, NFT se tornou a palavra do ano para o dicionário CollinsFonte:  Shutterstock 

Os investidores poderão visitar os estúdios, conhecer os atores e assistir aos longas na estreia e, além disso, vão receber parte dos lucros da bilheteria e dos direitos de licenciamento.

O primeiro filme está em movimentação e já escolheram uma grande estrela de Hollywood e um diretor, mas o produtor não revelou suas identidades. O filme se chama Wing and a Prayer e é baseado na história real de Brian Milton, um jornalista britânico que fez a primeira circunavegação do mundo em uma aeronave ultraleve.

O anúncio oficial do longa-metragem deve acontecer durante o tradicional Festival de Cinema de Berlim entre os dias 10 e 20 de fevereiro de 2022. Para realizar a produção, Juul fechou um acordo com a companhia NFT Investments e vendeu 20% de participação por US$ 1 milhão.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.