Apple e Amazon tomam multa milionária por limitar rivais

1 min de leitura
Imagem de: Apple e Amazon tomam multa milionária por limitar rivais
Imagem: Shutterstock
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Um órgão regulador de mercado na Itália confirmou a aplicação de uma multa de € 203 milhões — cerca de R$ 1,2 bilhão em conversão direta de moeda — contra supostas práticas anticompetitivas feitas por Apple e Amazon.

Segundo a investigação, a dupla fechou um acordo em 2018 para limitar a venda por revendedores de produtos da Maçã e da Beats, marca de fones de ouvido comprada pela Apple em 2014. Além disso, a Amazon.it reduzia os descontos nesses itens do marketplace, privilegiando apenas alguns vendedores autorizados e parceiros.

Do total, a Apple pagará 134,5 milhões de euros, enquanto a Amazon completará o valor da multa. De acordo com a Reuters, ambas as companhias já confirmaram que vão apelar contra a decisão.

O que dizem as marcas

Na declaração oficial comentando o resultado, a Apple argumenta que privilegia alguns vendedores para impedir a comercialização de produtos piratas e acredita não ter feito nada ilegal.

"Produtos não genuínos entregam uma experiência inferior e podem frequentemente ser perigosos. Para garantir que nossos clientes comprem produtos genuínos, trabalhamos de perto com parceiros de revenda e temos equipes dedicadas de especialistas ao redor do mundo que trabalham com agentes da lei, alfândega e vendedores para garantir que só produtos legítimos sejam vendidos", disse a empresa em comunicado.

Já a Amazon discorda da decisão e vê a pena como "desproporcional e sem justificativa", alegando que o sucesso de vendedores terceirizados e de um catálogo com opções variadas é também bom para a companhia.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.