PayPal diz que não vai comprar o Pinterest e ações caem

1 min de leitura
Imagem de: PayPal diz que não vai comprar o Pinterest e ações caem
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

A empresa de pagamentos PayPal acabou com as especulações de que estaria prestes a adquirir a rede social especializada em fotos Pinterest por US$ 45 bilhões. Os rumores sobre o assunto circularam na última semana e indicavam que a negociação estava "em andamento", porém ainda sem a certeza de um acordo entre as partes.

"Em resposta aos rumores de mercado a respeito de uma aquisição potencial do Pinterest pela PayPal, a PayPal afirma que não está buscando a compra do Pinterest neste momento", diz o comunicado oficial, emitido neste domingo (24). O outro lado envolvido não fez nenhum pronunciamento sobre o caso e não há detalhes se as conversas de fato aconteceram.

Como resultado da declaração, as ações do PayPal subiram em 6,2% no início das atividades desta segunda-feira (25). Por outro lado, os ativos do Pinterest caíram em 10% durante a abertura do mercado.

Caso fosse concretizada, a negociação seria a maior da indústria envolvendo uma rede social. Para efeitos de comparação, o Instagram foi adquirido pelo Facebook por US$ 1 bilhão em 2012, enquanto a Microsoft comprou o LinkedIn três anos depois por US$ 26 bilhões.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes