ACATE e SENAI abrem novas turmas para curso de desenvolvedores

1 min de leitura
Imagem de: ACATE e SENAI abrem novas turmas para curso de desenvolvedores
Imagem: Reprodução/ Christina Morillo, Pexels
Avatar do autor

A Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) anunciaram a abertura do processo seletivo para duas novas turmas do programa de formação de desenvolvedores DEVinHouse.

As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 17 de setembro no site do curso. No total, são 90 vagas disponíveis com 30 bolsas integrais de estudo divididas entre as duas classes. Qualquer pessoa do país com ensino médio completo pode participar. O programa está com uma promoção de 70% e atualmente custa R$ 2088 — parcelado em 12 vezes.

Cronograma de matrículaCronograma de matrícula.Fonte:  Divulgação/SENAI-SC 

A capacitação tem duração de 9 meses e será dividida em 3 módulos diferentes. A dedicação média para as aulas e atividades é de 25 horas por semana, e os estudos começam no dia 18 de outubro. Nesta edição, 15 alunos de cada turma, pelo menos, serão contratados pelas empresas patrocinadoras, que incluem a Way2 Tecnologia, a Pixeon, a Paradigma e a Softplan.

Divisão da grade curricularDivisão da grade curricular.Fonte:  Divulgação/ Senai-SC 

“O curso é 100% digital e focado na prática com resolução de problemas reais e ainda permite ao estudante receber a mentoria de um DEV sênior e vivenciar a cultura da empresa parceira”, explicou o gerente do Centro de Educação Digital do SENAI-SC, Fabiano Bachmann.

Mais oportunidades para programadores

O curso foi aberto para atender à crescente demanda por este tipo de profissional no mercado. Um recente estudo da ACATE identificou que 16,6 mil novas vagas de emprego na área de TI serão abertas em Santa Catarina até 2023, sendo que 56% das oportunidades serão para programadores.

A iniciativa teve início em novembro de 2020 com uma turma patrocinada pela Softplan. Durante a primeira edição, foram 800 inscritos, com 40 alunos selecionados e 12 contratados pelas companhias parceiras.

Bolsas integrais

Para concorrer à bolsa, o interessado precisa comprovar a carência financeira. Cada turma receberá dez incentivos do SENAI e cinco oportunidades proporcionadas pelo lucro da venda do livro “Ponte para a Inovação: como construir um ecossistema empreendedor”, um guia com uma visão prática para o desenvolvimento de ambientes que favoreçam a inovação no Brasil, principalmente fora dos grandes centros.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes