NVIDIA vai pedir aprovação à União Europeia para comprar a ARM

1 min de leitura
Imagem de: NVIDIA vai pedir aprovação à União Europeia para comprar a ARM
Imagem: Robert Galbraith/Reuters/Reprodução
Avatar do autor

Fazer uma compra de US$ 54 bilhões (mais de R$ 281 bilhões, em conversão direta) não está se mostrando uma tarefa simples para a NVIDIA. Ainda buscando concluir a aquisição da ARM, a empresa deve solicitar aprovação antitruste da União Europeia em setembro, indica a Reuters, que afirma ter tido contato com fontes familiarizadas com a situação.

O anúncio da fusão ocorreu há quase de um ano, mas, desde então, a gigante enfrenta empecilhos legais e a resistência de concorrentes que se opõem ao movimento. Uma vez encaminhado o pedido às autoridades, haverá uma revisão preliminar de 25 dias úteis, que podem chegar a 90, dependendo da necessidade de uma investigação em larga escala.

De todo modo, é preciso que o processo se encerre até março de 2022 — algo difícil de acontecer, defendem especialistas, devido à relutância de órgãos reguladores de executarem análise antecipada do caso. Extrapolar o prazo derrubaria qualquer progresso obtido.

NVIDIA enfrenta obstáculos em sua tentativa de comprar ARM.NVIDIA enfrenta obstáculos em sua tentativa de comprar ARM.Fonte:  ARM/Reprodução 

Preocupação e confiança

Na semana passada, representantes do Reino Unido demonstraram temer a proposta da NVIDIA, já que um acordo tão expressivo poderia prejudicar a concorrência do setor e enfraquecer outras companhias. Já a empresa, que permanece confiante no sucesso do projeto, pensa diferente.

"Esta transação será benéfica para a ARM, suas licenciadas, para a concorrência e para a indústria. Estamos trabalhando no processo regulatório e esperamos entrar em contato com a Comissão Europeia para esclarecer quaisquer preocupações que [a entidade] possa ter", declarou a maior interessada no negócio. A ARM não se pronunciou.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes