Nvidia pode perder prazo para finalizar aquisição da ARM

1 min de leitura
Imagem de: Nvidia pode perder prazo para finalizar aquisição da ARM
Avatar do autor

A fabricante Nvidia está correndo contra o tempo para oficializar a aquisição da ARM. O anúncio da compra foi realizado em setembro de 2020, mas a formalização ainda depende da aprovação de uma série de órgãos reguladores.

Segundo a agência de notícias Reuters, o prazo inicial para que a compra seja finalizada é de março de 2022, com possível ampliação para setembro de 2022. Entretanto, até mesmo essa data final pode não ser alcançada — permitindo que a aquisição seja desfeita por decisão de qualquer parte envolvida.

No começo de junho deste ano, o CEO da Nvidia, Jensen Huang, disse estar confiante de que as barreiras burocráticas serão superadas a tempo.

Um passo de cada vez

Um dos problemas do processo é o descontentamento de parte da indústria dos semicondutores, que não recebeu bem a notícia da compra de uma fabricante tão relevante, pois a fusão poderia "prejudicar a concorrência".

Para ter a compra aprovada, a Nvidia precisa do aval de três autoridades regulatórias: Estados Unidos, China e União Europeia. O órgão europeu ainda não recebeu a documentação da Nvidia e, caso o processo não seja adiantado, o prazo de setembro de 2022 não é garantido.

Os EUA já estão em processo de averiguação e estudo da documentação, enquanto na China o cadastro já foi realizado.

O que diz a Nvidia

Em comunicado, a Nvidia afirmou que já está em fase de "diálogo em andamento" com as autoridades. "Nossas discussões com os reguladores têm sido profundas e construtivas. Nós vamos continuar colaborando ao longo do versão [no Hemisfério Norte], como nós já antecipávamos desde sempre, e a expectativa é de fechar o acordo no começo de 2022", diz a marca.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

Nvidia pode perder prazo para finalizar aquisição da ARM