Xiaomi tem os clientes mais fiéis à marca, indica estudo

1 min de leitura
Imagem de: Xiaomi tem os clientes mais fiéis à marca, indica estudo
Imagem: Iryna Khabliuk/123RF/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A QuestMobile publicou um estudo do mercado chinês sobre a mudança de marca entre os usuários de smartphones no mês de junho. Os dados apontam que, entre as cinco principais fabricantes, a Xiaomi possui os clientes mais fiéis à companhia.

A pesquisa mostra que 63,2% dos donos de dispositivos da marca chinesa vão escolher novamente a empresa quando trocarem o aparelho no futuro. Um número surpreendente em um setor com ampla variedade de fabricantes.

Quadro de “lealdade” publicado pela QuestMobile.Quadro de “lealdade” publicado pela QuestMobile.Fonte:  QuestMobile/Reprodução 

Apple perde em retenção de clientes

Outro dado surpreendente da pesquisa é que o nível de lealdade dos clientes da Apple é relativamente médio (47,3%) na China. Além de ser inferior à Xiaomi, a marca norte-americana está abaixo do grau de retenção da Oppo (48,7%) e Huawei (48,8%).

Conforme a QuestMobile, os recursos do sistema operacional e o impacto do software no cotidiano são os elementos que mantêm os clientes leais a uma fabricante. Isso se torna mais decisivo quando as configurações do hardware não são muito diferentes.

No Brasil, a Xiaomi está se tornando uma forte rival das consagradas Samsung e Motorola.No Brasil, a Xiaomi está se tornando uma forte rival das consagradas Samsung e Motorola.Fonte:  GizmoChina/Reprodução

A dominação da Xiaomi

A Xiaomi já revelou planos para liderar o mercado de smartphones até 2024. Com 11 anos de existência, a companhia disputa o posto de maior fornecedora de celulares do mundo com a sul-coreana Samsung.

A fabricante chinesa foi a marca que mais comercializou aparelhos Android com 5G no segundo trimestre de 2021. Tal como, a empresa conquistou o primeiro lugar em vendas de dispositivos móveis na Europa e em mais 20 países.

No Brasil, a companhia segue ampliando a operação e já ameaça a liderança da Samsung e Motorola. Recentemente, a marca revelou que irá abrir cinco novas lojas físicas no país.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.