Corretora de criptomoedas amplia checagem contra lavagem de dinheiro

1 min de leitura
Imagem de: Corretora de criptomoedas amplia checagem contra lavagem de dinheiro
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

A corretora de criptomoedas Binance anunciou uma série de medidas de segurança para evitar que clientes utilizem a plataforma para atividades criminosas, como lavagem de dinheiro.

A partir de agora, usuários da companhia terão que passar por um "processo completo de verificação" para realizar transações ou manter uma carteira cadastrada. Na prática, isso significa que serão necessários mais documentos para o cadastro além da identidade, o que pode envolver o envio de carteira de habilitação ou passaporte. As medidas terão efeito imediato no serviço.

Recentemente, a Binance chegou a ser banida no Reino Unido por permitir supostas atividades ilegais sem grandes barreiras de segurança, ao mesmo tempo em que o mercado de criptomoedas atinge altos valores em negociações.

Qual o problema?

O motivo das novidades é a pressão de entidades financeiras de diversas regiões, como Reino Unido, Alemanha, Países Baixos e Japão, que estão preocupadas com a utilização de plataformas como a bitcoin na prática de crimes e acreditam que a Binance não tomava medidas o suficiente para evitar ou reduzir esse cenário.

Segundo a agência de notícias Reuters, alguns dos órgãos envolvidos nas denúncias talvez não achem as novas medidas o suficiente para garantir a segurança da plataforma, que ainda pode ter dores de cabeça com agências reguladoras.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes