Metade das vendas de celulares em 2025 será de 5G, diz relatório

1 min de leitura
Imagem de: Metade das vendas de celulares em 2025 será de 5G, diz relatório
Imagem: Getty Images
Avatar do autor

Uma das mais respeitadas consultorias em pesquisas e business intelligence do mundo, a britânica Juniper Research divulgou um relatório de tendências para o mercado de smartphones afirmando que, em 2025, metade das vendas mundiais desses aparelhos serão de habilitados para a tecnologia 5G.

Com o nome oficial de "Smartphones 5G: Tendências, Análises Regionais e Previsões de Mercado 2021-2026", a pesquisa aponta que o sucesso dos fabricantes de smartphones 5G irá depender de dispositivos capazes de "processar larguras de banda maiores e fornecer latência ultrabaixa”.

Isso poderá garantir, segundo os analistas da Juniper, que usuários de celulares consigam usar serviços de computação em nuvem de forma eficiente, e a preços competitivos. A previsão da consultoria é de que as vendas de smartphones 5G atinjam US$ 108 bilhões (R$ 570 bilhões) neste ano, alcançando o triplo disso em 2025, podendo totalizar US$ 337 bilhões (R$ 1,78 trilhão).

Previsões para o mercado de smartphones

Fonte: Apple/DivulgaçãoFonte: Apple/DivulgaçãoFonte:  Apple 

A primeira dica da Juniper Research para aumentar a venda de aparelhos habilitados para 5G é meio óbvia: baixar os preços. No entanto, o que a princípio parece impossível é explicado com uma ótima notícia. Segundo os analistas, os preços globais de smartphones Android serão 65% mais baixos do que os dos iPhones em 2025. Com isso, aparelhos com Android serão líderes em locais como a América Latina.

Por outro lado, a popularidade dos aparelhos da Apple nos mercados desenvolvidos fará com que, mesmo mais caros, os iPhones continuem sendo os "queridinhos" na América do Norte e Europa, o que representará a conquista de 40% da receita global de smartphones 5G no mesmo período.

Curiosamente, uma ressalva apontada no relatório pode impactar de forma negativa o crescimento das vendas de celulares 5G na América do Norte e Europa: o chamado direito de consertar. Se a legislação que busca evitar o consumismo e diminuir a produção de lixo pegar, pode ser que os consumidores prefiram consertar seus modelos antigos a comprar um 5G novo.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.