Salesforce anuncia primeiras integrações com Slack após a compra

1 min de leitura
Imagem de: Salesforce anuncia primeiras integrações com Slack após a compra
Imagem: Slack
Avatar do autor

Quando a Salesforce comprou o Slack em dezembro por quase US$ 28 bilhões, muitas das 142 mil empresas que usam a plataforma de comunicação corporativa se perguntaram até que ponto a transação impactaria sua principal característica de conector independente de aplicativos. Nesta terça-feira (17), a gestora de relacionamento com clientes iniciou algumas integrações entre os serviços.

Quem apostou que o Slack se tornaria a nova interface para o Customer 360, a plataforma dos aplicativos da Salesforce, acertou em cheio. Segundo o vice-presidente sênior da Slack na sua nova casa, Rob Seaman, a ideia é transformar o app de comunicação na “principal superfície de engajamento para nossos usuários”.

A ideia é que, aproveitando a capacidade integrativa do Slack em absorver aplicativos corporativos externos, as duas empresas possam trabalhar em conjunto para acelerar e automatizar várias tarefas do Salesforce, tornando-o mais rápido e amigável, sem alterar seu contexto de funcionamento.

As primeiras integrações Slack x Salesforce

Fonte: Noah Berger/AFP/Getty Images/ReproduçãoFonte: Noah Berger/AFP/Getty Images/ReproduçãoFonte:  Noah Berger/AFP/Getty Images 

A primeira beneficiada com as novas integrações é a sala de negócios da Sales Cloud, que utilizará o recurso Slack Connect para se comunicar com pessoas de fora da empresa. Com isso, explica Seaman, serão viabilizados ambientes dedicados, mas de uma forma simples, que permita a redução drástica da duração do ciclo de vendas.

Outra área chave para o ambiente corporativo, o marketing deverá passar a receber dentro do Slack os insights inteligentes fornecidos pela Datorama, a plataforma de inteligência artificial israelense adquirida pela Salesforce em 2018. Essa integração permitirá que os profissionais da área sejam constantemente atualizados quanto a mudanças em campanhas em andamento.

Finalmente, haverá uma integração com o Tableau, empresa de software também comprada pela Salesforce em 2019. Para Seaman, esses anúncios são apenas o ponto de partida de uma série de outras que ocorrerão em breve na conferência de clientes Dreamforce, que será realizada em São Francisco, nos EUA, no mês de novembro.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.