Apple diz que vazamentos prejudicam a produção de acessórios

1 min de leitura
Imagem de: Apple diz que vazamentos prejudicam a produção de acessórios
Imagem: Unsplash
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Apple não anda satisfeita com os vazamentos de produtos que têm tomado as redes sociais nos últimos tempos, antecipando a chegada dos seus futuros lançamentos. Em carta enviada a um cidadão chinês que fazia esse tipo de trabalho, a gigante de Cupertino explicou como os rumores podem causar prejuízos.

No documento, obtido pela Vice, os advogados da Maçã alertam fabricantes terceirizados criam capas para iPhones nos tamanhos errados com base nos vazamentos. Outros tipos de acessórios não compatíveis também são lançados levando em conta as especulações de vazamentos no Twitter.

“Tais situações prejudicam os interesses dos consumidores e da Apple. Portanto, é óbvio que quando as informações não publicadas sobre o design e o desempenho dos produtos são mantidas em sigilo elas têm valor comercial real e potencial”, diz um trecho da carta, onde a empresa reclama que as informações vazadas acabam com o "encanto" dos novos produtos.

Cases incompatíveis são apenas uma das consequências dos vazamentos, conforme a Apple.Cases incompatíveis são apenas uma das consequências dos vazamentos, conforme a Apple.Fonte:  Unsplash 

Em outra parte, a big tech acusa o destinatário da carta de infringir segredos comerciais da marca ao divulgar detalhes sobre produtos inéditos e publicar rumores da empresa. Os itens em questão seriam dispositivos ainda não lançados, supostamente roubados por funcionários de fábricas, proporcionando os vazamentos bem antes da estreia oficial.

Um mercado de quase US$ 20 bilhões

O mercado global de acessórios da Apple foi avaliado em US$ 19,9 bilhões em 2020, o equivalente a R$ 103 bilhões pela cotação do dia. Cabos, cases e os demais artigos são produzidos por empresas terceirizadas em vários países, que costumam receber as diretrizes de design diretamente da fonte original.

No entanto, essa relação que era amigável tem enfrentado alguns problemas nos últimos anos. Em 2016, por exemplo, a dona do iPhone acusou a empresa Mobile Star de falsificar cabos, adaptadores e outros acessórios vendidos na Amazon, abrindo um processo contra a fabricante.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.