Apple paga milhões em indenização após nudes vazarem de assistência técnica

1 min de leitura
Imagem de: Apple paga milhões em indenização após nudes vazarem de assistência técnica
Imagem: The Telegraph
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O jornal britânico The Telegraph revelou no domingo (06) que a Apple pagou milhões de dólares a uma estudante de 21 anos do Oregon, nos EUA, depois que técnicos de uma oficina autorizada da empresa postaram fotos e vídeos íntimos do iPhone da universitária no Facebook.

O nome da Apple ainda não havia sido citado no processo, que é de 2016, até que surgiu um outro processo, desta vez entre a assistência técnica Pegatron, que havia reembolsado a gigante da tecnologia pelo acordo, e suas seguradoras, que se recusaram a pagar a conta. Citada na ação judicial apenas como “cliente”, o nome da fabricante do iPhone acabou sendo confirmado ao periódico britânico.

O delito ocorreu em uma oficina da Pegatron, na cidade de Sacramento, na Califórnia. Considerado uma das violações de privacidade mais graves já ocorridas em uma autorizada de iPhones, o incidente foi tratado com a exclusão do nome da Apple dos autos, pois a publicidade poderia causar “danos comerciais substanciais”.

Como ocorreu a violação

Fonte: Tweed Heads Online/ReproduçãoFonte: Tweed Heads Online/ReproduçãoFonte:  Tweed Heads Online 

De acordo com os documentos judiciais, a vítima não identificada levou seu iPhone a uma oficina autorizada da Apple em Sacramento, depois que ele parou de funcionar. Enquanto o dispositivo estava sendo consertado, dois técnicos postaram “dez fotos dela em vários estágios de despir-se e um vídeo de sexo” em sua conta do Facebook, como se ela própria houvesse postado.

Após a retirada do material da rede social, a consumidora entrou com um processo contra a empresa, por invasão de privacidade e imposição de forte sofrimento emocional. Nas alegações iniciais, os advogados da vítima alertaram que o prosseguimento de uma ação judicial poderia trazer “uma publicidade negativa na mídia”, e propuseram a celebração de um acordo.

Assinado, o compromisso garantiu que a vítima não discutisse o caso e nem revelasse o valor envolvido. No entanto, os próprios autos falam em uma soma “multimilionária”, o que se depreende pelo valor pago somente aos advogados nas negociações: US$ 5 milhões, o equivalente a R$ 25 milhões.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Apple paga milhões em indenização após nudes vazarem de assistência técnica