Apple acusa Microsoft de estar por trás do processo da Epic Games

1 min de leitura
Imagem de: Apple acusa Microsoft de estar por trás do processo da Epic Games
Avatar do autor

A rivalidade entre Apple e Microsoft não está tão acirrada quanto em anos anteriores, mas um novo desdobramento no julgamento entre a Maçã e a desenvolvedora Epic Games voltou a apimentar a concorrência entre as gigantes.

Segundo a Bloomberg, a Apple acusou a Microsoft de ser a interessada por trás de todo o processo para prejudicar a rival, mas sem ganhar exposição como a responsável ou participar diretamente além dos depoimentos. No lugar, ela teria usado a dona de Fortnite para se proteger.

A acusação foi realizada depois do depoimento de Lori Wright, uma executiva da divisão do Xbox. A Apple fez um pedido ao juiz para anular o seu testemunho com base em supostos interesses da marca contra a Maçã.

"Um observador sensato pode se perguntar se a Epic não está servindo como um 'laranja' para a Microsoft. A Microsoft se protegeu de descobertas significativas nesse litígio ao não aparecer como uma parte interessada ou enviar um representante corporativo para testemunhar", diz a acusação.

Mais acusações

Outra alegação da Apple afirma que a Epic Games utilizou "muitas testemunhas associadas com a Microsoft", todas favoráveis à desenvolvedora, e manteve conversas internas sobre como burlar ou desafiar o sistema fechado de pagamentos do iOS.

Em comunicado, a Microsoft negou o interesse por trás do processo e alegou que essa é uma forma da concorrente de distrair o tribunal das preocupações legítimas do processo e "das políticas e práticas da App Store".

A briga pelo funcionamento da plataforma xCloud da Microsoft nos sistemas da Apple é uma das recentes disputas envolvendo as partes.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.