Rússia obriga Apple a incentivar instalação de apps locais

1 min de leitura
Imagem de: Rússia obriga Apple a incentivar instalação de apps locais
Imagem: Anadolu Agency/Getty Images
Avatar do autor

Embora seu CEO seja um ardoroso defensor dos direitos civis nos EUA, a Apple teve que se submeter, na Rússia, a uma nova legislação que exige que fabricantes de smartphones insiram nos aparelhos um prompt que direciona o usuário para uma coleção “especial” de aplicativos previamente escolhidos pelo governo russo.

A partir de hoje (01), com a entrada em vigor da lei, a Apple habilitou o sistema de forma a completar a primeira configuração dos seus iPhones, os usuários russos sejam direcionados para aplicativos como o serviço de e-mail Mail.ru, o sistema de pagamento MIR, as redes sociais VKontakte e Odnoklassniki e o software antivírus Kaspersky Lab.

De acordo com a mídia local, os usuários de iPhone não serão “obrigados” a baixar os aplicativos chapas-brancas (ou chapas-vermelhas, no caso), mas não existe a opção de escolher não visualizá-los. No caso dos dispositivos com Android, esse software já vem pré-instalado. Críticos das medidas, que atingem também PCs e smart TVs, afirmam que esses apps podem ser usados pelo governo como ferramenta de vigilância.

Não é a primeira vez que a Rússia impõe sanções às empresas americanas por infringir suas rígidas regras sobre funcionamento da internet. No mês passado (10), o poderoso Roskomnadzor, serviço de controle de comunicações russo, desacelerou o Twitter no país, por supostamente postergar pedidos de remoção de “conteúdo ilegal”. Se continuar ignorando as solicitações, a Rússia ameaça banir definitivamente o microblog.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Rússia obriga Apple a incentivar instalação de apps locais