Desenvolvedor processa Apple por negligência a fraudes na App Store

2 min de leitura
Imagem de: Desenvolvedor processa Apple por negligência a fraudes na App Store
Imagem: Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A acusação de que a Apple negligenciaria falsas avaliações na App Store e se beneficiaria da situação ganhou novas proporções na última quarta-feira (17). Kosta Eleftheriou, fundador da KPAW LLC, falou sobre a prática em seu Twitter no mês passado e, agora, decidiu ir aos tribunais contra a empresa da Maçã, alegando que a gigante deseja manter o poder econômico que possui mesmo que isso signifique se valer de esquemas fraudulentos.

De acordo com o profissional, violando contratos com desenvolvedores, "a Apple sistematicamente flexiona sua força de monopólio contra a concorrência potencial por meio da App Store." Um exemplo, cita, é o que ocorreu com seu app, o FlickType, para Apple Watch, pelo qual a big tech teria interesse, alvo de plágio de um software similar que não funciona. Ao denunciar o caso à companhia, Kosta teria sido ignorado.

Além disso, Eleftheriou aponta que recusou uma oferta pela tecnologia da qual é proprietário de Randy Marsden, antigo chefe da equipe que desenvolveu teclados para iOS até 2018. Depois, sua solução foi removida da loja de aplicativos e dificuldades constantes impostas à nova disponibilização complicaram a vida do profissional.

"Evidentemente, a Apple pensou que o Requerente simplesmente desistiria e venderia seu aplicativo com um desconto", descreve a ação. Meses de apelações se passaram até que o produto voltasse à App Store, enquanto cópias de seu projeto foram aprovadas sem dificuldades.

Apple teria interesse em FlickType e agido para enfraquecer desenvolvedor.Apple teria interesse em FlickType e agido para enfraquecer desenvolvedor.Fonte:  Reprodução 

Roubo e exploração

A partir dessa postura, explica a denúncia, a Apple age para "esmagar" um desenvolvedor que não venda suas soluções por um valor baixo por meio da aplicação de taxas exploratórias e restrições "obscuras e irracionais”."

“Ao mesmo tempo, a Apple permite que outros desenvolvedores que não vê como concorrentes reais, incluindo fraudulentos, vendam produtos semelhantes e inferiores porque lucra com suas vendas."

Avaliações falsas seriam ignoradas por empresa da Maçã.Avaliações falsas seriam ignoradas por empresa da Maçã.Fonte:  Reprodução 

Dentre as manipulações executadas por golpistas são citadas capturas de tela e vídeos tirados de aplicativos legítimos, o que prejudica empresas idôneas. Por fim, a ação judicial movida por Kosta Eleftheriou sugere haver segundas intenções nos discursos da Maçã.

"A companhia [...] mente para seus reguladores, afirmando que deve manter seu poder de monopólio sobre a venda de aplicativos relacionados à Apple para proteger os consumidores, quando, na verdade, permite que eles sejam roubados e explora aqueles que tentam entregar inovação."

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

Desenvolvedor processa Apple por negligência a fraudes na App Store