Apple é investigada por monopólio na App Store no Reino Unido

1 min de leitura
Imagem de: Apple é investigada por monopólio na App Store no Reino Unido
Imagem: Pexels/Reprodução
Avatar do autor

A Apple se tornou alvo de uma nova investigação para apurar se sua loja de aplicativos, a App Store, possui regras anticompetitivas. A empresa, que está na mira das agências reguladoras, prestará esclarecimentos à Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido (CMA, na sigla em inglês). A medida foi motivada por uma série de reclamações, inclusive de grandes nomes como a Epic Games, criadora do jogo Fortnite  que, aliás, já foi banido da loja da Maçã.

As reclamações possuem o mesmo teor já conhecido: desenvolvedores de aplicativos e jogos reclamam que, para distribuírem suas criações para dispositivos iOS, devem obrigatoriamente utilizar a App Store, o que implica no pagamento de uma taxa de 30%.

Se, por um lado, a Apple considera suas regras justas; por outro lado, os desenvolvedores alegam que a empresa aproveita sua posição no mercado para lucrar mais. A presidente-executiva da CMA, Andrea Coscelli, afirma que o conflito merece uma investigação detalhada.

Apple nega acusações

a  Pexels/Reprodução 

"Milhões de nós usamos aplicativos todos os dias para verificar o tempo, jogar um jogo ou pedir uma comida para viagem. Portanto, alegações de que a Apple está usando sua posição no mercado para definir termos injustos ou que restrinjam a concorrência potencialmente fazendo com que os clientes percam na hora de comprar e usar aplicativos justifica uma análise cuidadosa."

Em resposta, a Apple afirmou: "Acreditamos em mercados prósperos e competitivos onde qualquer grande ideia pode florescer. A App Store tem sido um motor de sucesso para desenvolvedores de aplicativos, em parte devido aos rigorosos padrões que temos em vigor aplicados de forma justa e igual a todos os desenvolvedores  para proteger os clientes de malware e evitar a coleta de dados desenfreada sem o seu consentimento."

Embora discorde das reclamações veiculadas pela CMA, a empresa decidiu colaborar com a investigação, informando "como as diretrizes de privacidade, segurança e conteúdo tornaram a App Store um mercado confiável para consumidores e desenvolvedores."

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes