Produção do iPad vai sair da China por guerra comercial com EUA

1 min de leitura
Imagem de: Produção do iPad vai sair da China por guerra comercial com EUA
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Apple vai migrar boa parte da montagem de iPads e MacBooks para fora da China como estratégia para reduzir riscos em meio a uma guerra comercial entre o país e os Estados Unidos. A informação é da agência de notícias Reuters e ainda não foi confirmada pela marca, mas novas fábricas já estariam em construção em novas localidades.

Sem prazo para acontecer, a alteração ocorre mais especificamente em fábricas da Foxconn, que passarão a operar no Vietnã na metade de 2021 a mando da Apple, mais especificamente na província de Bac Giang. O objetivo é "diversificar a produção" depender menos da produção chinesa, um dos grandes inimigos da administração do presidente dos EUA, Donald Trump.

Durante o governo, que termina em janeiro de 2021, Trump tentou trazer parte da fabricação de produtos da marca para o país. Além disso, ele taxou matérias-primas e aparelhos montados na China — a Apple escapou de algumas dessas medidas, mas não de todas. Além disso, em 2019, ela seguiu o caminho inverso e transferiu parte da montagem do Mac Pro para o país asiático. Por enquanto, não há indicativos sobre como o presidente eleito, Joe Biden, vai conduzir o conflito.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.

Fontes

Produção do iPad vai sair da China por guerra comercial com EUA