Dá para investir em empresas de tecnologia e games com apenas R$ 1

2 min de leitura
Imagem de: Dá para investir em empresas de tecnologia e games com apenas R$ 1
Imagem: Pexels
Avatar do autor

Cercado de soluções "quadradas e distantes", o mercado de investimentos conta com uma plataforma que conduz as pessoas em uma jornada guiada por um "mentor automatizado" desde 2017, proposta da Warren, que busca agora estabelecer sua presença no mercado brasileiro. A corretora lançou fundos direcionados a empresas de games e tecnologia, o Warren Games e o Warren Tech, ambos com taxa zero de administração e expectativas de captar de R$ 50 a 100 milhões em 6 meses.

Thomaz Fortes, CIO da companhia, aponta quais são os empecilhos encontrados em abordagens tradicionais: "Para o investidor em geral, não é tão fácil alocar 100% em um fundo no exterior. Para comprar sozinho, você vai ter certo trabalho, certo atrito. Tem que mandar dinheiro para fora, tem que pagar custos de câmbio, tem que ter um broker lá fora e selecionar os ativos para comprar. E, por meio do nosso veículo, esse processo se torna mais fácil".

É um veículo que permite investir de forma fácil, pois com R$ 1 você consegue investir

"Você não precisa conhecer tanto do mercado e consegue alocar. Mesmo para quem conhece, existe uma gestão ativa, profissional, por trás do fundo. Resumindo: é um fundo com gestão ativa, facilidade em alocar no exterior e de custo acessível", explica Fortes.

Thomaz Fortes, CIO da Warren.Thomaz Fortes, CIO da Warren.Fonte:  Reprodução 

Por que apostar nesses setores específicos? Fortes, motivado pela paixão e trajetória no mundo dos jogos, explica: "O mercado gamer é um dos maiores do mundo, tão grande quanto a indústria cinematográfica, e não para de crescer". Quanto à área tecnológica, salienta que se pode investir em empresas como Netflix, Amazon, Google e Tesla.

"O mercado financeiro também é um jogo cujo objetivo é proteger o patrimônio das pessoas, tornando-o sério e real, em que é necessário manter a capacidade de pensar, decidir e agir com velocidade, no que talvez seja a competição mais complexa do mundo", afirma.

Planos de longo prazo

Tal participação, mesmo que modesta, é uma forma de incentivar iniciativas que já tiveram sucesso com capital aberto. "O fundo, de certa forma, divulga essas empresas para o mercado financeiro", defende Fortes. Quanto aos benefícios gerados para quem investe, a possibilidade de multiplicar o próprio patrimônio e a proteção oferecida pelo mercado acionário quanto à inflação são citados: "Imagine uma empresa que tem seus custos aumentando de acordo com a inflação e seus preços e vendas não. Naturalmente, essa empresa deixaria de existir. É por isso que, no mercado, quando você quer se proteger de inflação, investe em ativos reais ou ativos realmente ligados à atividade".

Ainda assim, de acordo com ele, não se trata de um recurso para ser movimentado em um curto período, citando que "horizontes mais longos" são os ideais, de 5 a 10 anos. A garantia de retorno, de todo modo, é certa: "Se, por acaso, tivéssemos que fechar o fundo, o investidor teria as cotas do fundo, e essas cotas estão compradas em ativos reais. A pessoa receberia o dinheiro de volta. Até mesmo se a Warren tivesse que fechar as portas não seria um problema. Os ativos estão lá, os ativos existem, estão na Bolsa".

Investimentos a longo prazo para a ampliação de patrimônio são o foco do mercado de ações.Investimentos de longo prazo para a ampliação de patrimônio são o foco do mercado de ações.Fonte:  Pexels 

"Somos de uma empresa de tecnologia, então sabemos como é desenvolver tecnologia. Vivemos isso todo dia. E, no Games, temos o prazer de jogar bastante e temos isso na cultura da empresa. O foco é 100% lá fora, o retorno é lá fora. Não são ações brasileiras. Não que a gente não goste do mercado de ações brasileiras, mas, para esse tema, optamos por alocar lá fora", finaliza.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

Dá para investir em empresas de tecnologia e games com apenas R$ 1