PIX: 1º dia rende 3,5 milhões de cadastros e primeiros golpes

1 min de leitura
Imagem de: PIX: 1º dia rende 3,5 milhões de cadastros e primeiros golpes
Imagem: Banco Central
Avatar do autor

O Banco Central avaliou como bem-sucedido o primeiro dia de cadastro de chaves no PIX, o novo sistema de pagamentos instantâneos do Brasil. A operação começou oficialmente nesta segunda-feira (05) e chegou a 3,5 milhões de chaves até 18h30, faltando 1 hora e meia para o fim da contagem diária. Segundo o Correio Braziliense, a marca do primeiro milhão foi ultrapassada nas primeiras 3 horas do serviço.

As operações de cadastro e o lançamento do PIX provocaram instabilidades nas plataformas digitais de bancos, mas depois de algumas horas todos os aplicativos e serviços voltaram a operar normalmente. A associação de dados pessoais ao PIX, que passa a operar a partir de 16 de novembro, gerou promoções de instituições bancárias para atrair clientes com sorteios de até R$ 1 milhão.

Primeiras fraudes

Com o início das operações oficiais começaram também as fraudes envolvendo o PIX. Analistas da empresa de segurança digital Kaspersky já identificaram algumas tentativas de golpe, as quais só devem crescer na medida em que o sistema se popularizar.

Campanhas de phishing na forma de sites falsos oferecendo o cadastro em bancos foram identificadas. O objetivo é obter dados pessoais de clientes, como senhas, telefones celulares e CPF, que podem ser usados em fraudes que envolvam ou não as chaves e transações sem a autorização do titular da conta.

Só nesta segunda-feira (05), foram identificados 30 domínios fraudulentos. O TecMundo listou algumas preocupações e dicas que você pode seguir para manter a sua conta em segurança.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
PIX: 1º dia rende 3,5 milhões de cadastros e primeiros golpes